0800 940 2377 - (31) 3490 3100 - (31) 3439 8000 assinaturas@olutador.org.br
A tentação da Igreja Participação ativa Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as) Chamados para uma missão Comitê de Bacia investe em saneamento

A tentação da Igreja

Carlos Scheid

Uma rápida varredura na História da Igreja permite identificar a tentação permanente que ronda o “pessoal da Igreja” – expressão de Jacques Maritain – quando a missão parece difícil, as barreiras se multiplicam e a solução aparente est…

Leia Mais

Participação ativa

Um dos princípios orientadores da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II foi o da “participação ativa”, como lemos no número 14 da Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium [SC]: “É desejo ardente na mãe Igreja que todos os fiéis cheguem à…

Leia Mais

Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as)

O EMM nos dá um presente, que é viver o FDS, um verdadeiro encontro consigo, com o outro e com Deus, que nos mostra o caminho para a conversão com mudanças de atitudes, a escuta com o coração e com a decisão de amar sempre. Isto tem sido um porto seg…

Leia Mais

Chamados para uma missão

João da Silva Resende, SDN*

 

“Eu te segurei pela mão, te formei e te destinei para unir meu povo e ser luz das nações. Para abrir os olhos aos cegos, tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão os que moram nas trevas.” (Is 42,6-7.) Assim …

Leia Mais

Comitê de Bacia investe em saneamento

CBH-Manhuaçu conclui 16 Planos Municipais e agora acompanha sua implantação.

Passam-se os anos, trocam-se governos, novas políticas públicas são anunciadas e o saneamento básico segue um descalabro no Brasil. Embora seja um direito previsto na Const…

Leia Mais
Revista Catolica O Lutador 3864 1 Programa Empresa Com Valores

“Programa Empresa com Valores” já é realidade na Arquidiocese de BH

Programa une empresários e Igreja, disseminando valores cristãos
para uma gestão ética, solidária e mais humana nos negócios.

A Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa do Brasil – ADCE e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB lançaram, em 2013, o Projeto Nacional de Responsabilidade Social Empresarial intitulado “Empresa com Valores” – EcV. Hoje, o projeto se transformou em programa e já é uma realidade em muitas regiões onde a ADCE atua.
O objetivo do programa EcV é levar ao maior número de empresários e dirigentes, o conceito da gestão empresarial baseada no pensamento social cristão – de ética, solidariedade, justiça, verdade e bem comum – refletindo positivamente nas empresas, na sociedade e no meio ambiente. As primeiras ações foram a formação de grupos de estudos em algumas paróquias de Belo Horizonte, criando um espaço aberto para a troca de experiências e conhecimento entre os dirigentes empresariais.
A ADCE MG, por meio de seus associados, e com apoio da Arquidiocese Metropolitana, deu início em Belo Horizonte, no ano passado, à formação dos primeiros “Grupos de Reflexão e Vivência” – GRV. Atualmente já são 12 os grupos formados, que discutem e estudam os conceitos da responsabilidade social centrada no ser humano. Durante as reuniões são ressaltadas práticas empresariais e sociais, com o objetivo de tornar o ambiente nas empresas mais ético, justo e fraterno. O Bispo auxiliar da Arquidiocese de BH, Dom Wilson Angotti, ressaltou a importância de o empreendedor ser reflexo da luz de Cristo no mundo dos negócios, durante o lançamento do programa na Paróquia da Divina Providência, em fevereiro de 2015.
Entre as Paróquias que já adotam o EcV, estão a Paróquia N. Sra. Rainha, a Paróquia S. Inácio de Loyola, a Paróquia Imaculado Coração de Maria, a Paróquia N. Sra. da Divina Providência e a Paróquia de Santa Luzia. Os grupos autogerenciados são de oito a dez pessoas, com reuniões quinzenais ou mensais com uma hora e meia de duração. A participação é gratuita e o material é todo disponibilizado online.
Para o presidente da ADCE MG, Sérgio Frade, dirigentes de empresas são chamados a se comprometer com o mundo econômico e financeiro contemporâneo, à luz dos princípios da dignidade humana e do bem comum. “Precisamos Ver, Julgar e Agir numa perspectiva mais ampla, equilibrando os requisitos do mundo dos negócios com os princípios ético-sociais, iluminados para os cristãos pelo Evangelho. Quando os negócios e as economias de mercado funcionam corretamente e estão focadas no serviço do bem comum, contribuem enormemente para o bem-estar material e até espiritual da sociedade. O dirigente de empresa poderá, através do EcV, levar para dentro de sua empresa o conceito da gestão empresarial baseada no pensamento social cristão – ética, solidariedade, justiça, verdade, bem comum – refletindo positivamente nas empresas, na sociedade e no meio ambiente”, explica Frade.
Para o Pe. Elias, pároco da Paróquia Imaculado Coração de Maria e assistente eclesiástico da ADCE MG, somente boas intenções não são suficientes para solucionar os problemas sociais que o capitalismo causa ou aprofunda.
“Seja o diretor de uma multinacional, um proprietário de um pequeno comércio ou um profissional liberal, todos acabam por enfrentar dilemas éticos que lhe parecem paradoxais: lucro X caridade. Como ser cristão num ambiente de competição? Para enfrentar esses dilemas, é preciso encorajar estudos e pesquisas sobre o modo de vida e trabalho dos dirigentes de empresa. Sobretudo, como vivem e o que pensam os empresários cristãos, seus conflitos emocionais de ordem familiar muitas vezes agravados pela condição e pressão por resultados no trabalho. Esses temas parecem estar entre as causas de depressão e estresse do empresariado, pois esses são assuntos recorrentes em conversas informais. Do ponto de vista da Doutrina Social da Igreja, muito pode ser implementado”, explica o Pe. Elias.
“É nesse sentido que a ADCE está incentivando a criação dos GRV’s – Grupos de Reflexão e Vivência, através do Programa Empresa com Valores. Quem se interessar pelo assunto poderá encontrar mais informações pelo site: www.adcemg.org.br”, conclui o padre Elias.]

Deixe uma resposta