Variedades Pastoral Familiar
25/05/2020 Pe. Crispim Guimarães Edição 3924 Volta à Igreja doméstica
F/ CNBB
"A Pastoral Familiar continua a oferecer subsídios e oportunidades para que a família continue se redescobrindo como a primeira comunidade de fé."

Padre Crispim Guimarães*

 As comunidades cristãs têm experimentado uma mudança em suas rotinas e, de modo especial, na vivência da fé, em tempos de pandemia. Com diversas restrições às reuniões de pessoas, com impactos nas celebrações nas igrejas, as famílias defrontam-se consigo mesmas e podem provar daquilo que podemos chamar de “volta à Igreja doméstica”.

 A Igreja nas casas

Uma das referências mais claras encontramos na Bíblia: em 1ª Coríntios 16, 19, diz: “As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor, Áquila e Priscila, com a igreja que está em sua casa”.

Igreja” e “família” não são conceitos idênticos, mas semelhantes. A Igreja é o povo de Deus, a comunidade que se estabelece com a comunhão em Cristo. A família cristã estabelece a comunhão especial com Deus, sendo uma comunidade dentro desta comunidade mais ampla.

Por isso, o lar é chamado, com toda razão, de “Igreja doméstica”, comunidade de graça e de oração, escola das virtudes humanas e da caridade cristã. A Igreja considera a família uma pequena comunidade eclesial: pois “Onde dois ou mais estiverem reunidos no meu nome, Eu estarei no meio deles” (Mt 18,20).

As famílias estão redescobrindo a Igreja na própria casa, porque, nestes dias, nos lares, experimentam e reencontram o valor de rezar juntos, de ajudar-se mutualmente, de dialogar. Com frequência, ouve-se relatos da alegria dos filhos por ter a presença do pai e da mãe em casa, convivendo em família.

 A Hora da Família Mensal

E para fortalecer esses laços, a Pastoral Familiar buscou algumas maneiras de contribuir neste momento, disponibilizando os encontros do Hora da Família Mensal 2020 referentes aos meses de março, abril e maio, no site www.cnpf.org.br, neste período de pandemia.

Nas redes sociais, o bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, dom Ricardo Hoepers, lançou os programas formativos “Hora da Família” e “Hora da Vida”, transmitidos pelo Facebook da Pastoral Familiar, neste endereço virtual: www.fb.com/PastoralFamiliarCNBB.

Já às segundas e quintas-feiras, às 15h, ocorre a transmissão do Terço das Famílias, que procura introduzir os membros dos lares na dinâmica orante, através da contemplação dos mistérios da vida de Jesus. Ainda na perspectiva da formação, foi iniciado, por meio de plataforma EaD, o Curso de Preparação Personalizada para o Sacramento do Matrimônio, com 10 aulas de 1h10min, às quartas-feiras.

Cancelado por conta da pandemia, o Simpósio Nacional das Famílias, no dia 23 de maio, programado para acontecer em Aparecida (SP), agora será transmitido online das 8h às 11h30 e das 13h às 16h, pelas redes sociais da Pastoral Familiar.

A Pastoral Familiar continua a oferecer subsídios e oportunidades para que a família continue se redescobrindo como a primeira comunidade de fé. Este tempo, embora desafiador, de angústia e deserto, é também um tempo de voltar ao primeiro amor: Deus. Dentro da Igreja, poucas dimensões pastorais terão a oportunidade de redescoberta, como a família, a Igreja Doméstica.

 

* Assessor Nacional da Comissão Episcopal Pastoral para Vida e Família e Secretário Executivo Nacional da Pastoral Familiar.

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS