Formação Missão
31/12/2021 Luis Miguel Modino Edição 3943 Solidariedade aos atingidos pelas enchentes Igreja se mobiliza para ajudar a quase meio milhão de atingidos pelas enchentes na Bahia e Norte de Minas
F/ Religiondigital
"Uma experiência de sinodalidade, de caminhar juntos, agradecer a Deus pelo trabalho conjunto [...] Destaca-se como uma característica da Igreja Católica “ser uma Igreja que responde às necessidades do povo, uma Igreja Samaritana”."

Quase meio milhão de pessoas foram afetadas na Bahia e em Minas Gerais pelas fortes chuvas das últimas semanas, que causaram 21 mortes e muitas famílias perderam quase tudo.

Diante desta catástrofe, a Igreja arregaçou as mangas para atender às necessidades mais básicas das populações atingidas, segundo Dom Giovanni Crippa, Bispo da Diocese de Ilhéus, uma das mais afetadas pelas enchentes. Em uma entrevista à Rádio Vaticano - Notícias do Vaticano, o bispo de Ilhéus afirmou que os mais pobres sofrem as consequências mais graves, visto que foram obrigados a "construir as suas casas em locais que com o tempo se tornaram impróprios para construção". Dom Crippa define a situação como muito grave.

Uma Igreja Samaritana

O bispo destaca que, quase que espontaneamente, as comunidades e paróquias “atenderam às necessidades mais básicas”. Segundo o prelado, tem sido uma experiência de sinodalidade, de caminhar juntos, agradecer a Deus pelo trabalho conjunto da Igreja, dos municípios e do Governo do Estado da Bahia. Destaca-se como uma característica da Igreja Católica “ser uma Igreja que responde às necessidades do povo, uma Igreja Samaritana”.

Segundo o bispo de Ilhéus, houve uma reunião dos bispos da Regional Nordeste e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que inclui os estados da Bahia e Sergipe, para ver como está organizada a reconstrução, coisa que o bispo considera muito importante. Nesse sentido, ele insistiu na necessidade de trabalharmos juntos , reconhecendo o grande envolvimento e empenho do Governador do Estado da Bahia.

O papel da Igreja neste momento, dada a sua capilaridade, é "ser um interlocutor que pode apresentar às autoridades uma realidade por vezes desconhecida, mas que conhecemos graças à presença da Igreja de forma mais capilar", de acordo com Mons. Crippa. Para o bispo, “ não há saída sem articular todas as forças ”, destacando a campanha “Solidariedade que transborda”, organizada pela CNBB e Cáritas Brasileira, algo de grande importância nestas datas de Natal. Ser consolação, infundir uma esperança que se baseia na fé em Deus que está connosco, é algo fundamental na Igreja.

CNBB e CARITAS

Em Itabuna, sede de outra das dioceses mais afetadas, segundo Dom Carlos Alberto dos Santos, o rio que corta o centro da cidade subiu nove metros, deixando duas mil pessoas sem abrigo, pessoas que perderam tudo, inclusive seus casas, e causando duas mortes. Perante esta situação, as paróquias tornaram-se locais de acolhimento e distribuição de alimentos .

O Bispo de Itabuna destaca o papel da Caritas Nacional e Regional para aliviar o sofrimento das pessoas afetadas. Segundo ele, “a diocese criou um sistema de acolhimento dessas pessoas nas paróquias, dando-lhes comida, hospitalidade para a noite, enfim, uma acolhida para que se sintam melhor do que se estivessem realmente na rua”. O bispo também falou da colaboração do Governo do Estado da Bahia e destacou que “a comunidade está dando muito apoio, mandando comida, roupas, colchões, mandando o que tem”.

A Caritas Brasileira, em colaboração com a CNBB, colocou à disposição da população meios para fazer doações em dinheiro, a fim de arrecadar fundos para a compra de alimentos, água potável, roupas, fraldas para bebês e adultos, artigos de higiene pessoal e proteção contra Covid-19 . Os artigos serão distribuídos pela Cáritas Diocesana em situações críticas, a fim de ajudar os milhares de desabrigados e desabrigados devido às fortes chuvas que atingiram os estados da Bahia e Minas Gerais.

Fonte: Religión Digital

Leia também:
Senso Moral na pós-verdade
Jesus x Papai Noel: uma reflexão necessária

Desmond Tuto: um grade guerreiro da justiça

Sexualidade e amor conjugalIncômoda mensagem de natal
Bendito o fruto do teu ventre...

Ecos e perspectivas da Assembleia Eclesial

Os gritos dos excluídos, porque incomodam...

A dor do suicídio

Enfrentamento ao tráfico humano

Assembleia Eclesial, grande avanço

Cassino Brasil

Os bispos devem comportar-se como os fiéis

Assembleia Eclesial: Esperança entre luzes e sombras

O suicídio no clero do Brasil
Sinodalidade: envolver todos os sujeitos

Estar presente onde a vida mais clama

Levar aos outros o transbordamento do Espírito

Reacender Aparecida para responder aos Clamores da AL

Dispor o coração para discernir em comum

Acesse este link para entrar nosso grupo do WhatsApp: Revista O Lutador Você receberá as novas postagens da Revista O Lutador em primeira mão.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS