Destaques Editorial
07/01/2019 Denilson Mariano Edição 3908 Sobre Girassóis e catequese E isso é pra começo de conversa!
Denilson Mariano
Denilson Mariano
"Creio que os girassóis tem algo a nos dizer sobre o nosso processo catequético, que na verdade trata-se do processo de Iniciação à Vida Cristã [IVC]"

Todos sabemos que o girassol quando se abre em flor acompanha o movimento do sol. Outro detalhe, que talvez nem todos saibam, é que nos dias nublados, eles se voltam uma para o outro. Dois movimentos um para cima, outro para o lado. Mas ambos apontam para uma busca para além de si mesmo.

Creio que os girassóis tem algo a nos dizer sobre o nosso processo catequético, que na verdade trata-se do processo de Iniciação à Vida Cristã  [IVC]. Tema da IV Semana Brasileira de Catequese. A catequese tem a missão não apenas de preparar a pessoa para a recepção do sacramento. Se ela se reduz a isso, enfraquece o sentido de ser Igreja e colabora para o abandono da comunidade após a recepção dos sacramentos. A catequese deve ajudar as pessoas a iniciarem-se no seguimento a Jesus Cristo através da comunidade.

A exemplo dos girassóis a catequese deve ajudar a pessoa a descobrir Jesus Cristo, fazer dele o referencial para sua vida, suas ações, suas escolhas e suas decisões. Deve criar condições para que a pessoa faça esse encontro pessoal com o Senhor, nosso grande Sol que dá sentido à nossa vida e nos fortalece diante das dificuldades. Quanto mais conformamos nossa vida, à vida de Cristo, mais humanos nos tornamos, mais cristãos nós nos fazemos. Quando pessoas de igreja, católicos ou evangélicos, fazem o contrário do que Jesus ensinou nos Evangelhos, são como girassóis que deram as costas para o sol, destroem o sentido da própria fé e da fé de outros que desanimam pelo mau exemplo destes.

Outra atitude que podemos ver no girassol é o voltar-se um para o outro nos dias nublados ou chuvosos. Isto indica que é na comunidade, no lugar de encontro com os irmãos, que se dá o seguimento a Jesus. É na comunidade de fé que encontramos forças para enfrentar os momentos difíceis da vida. Ali somos acolhidos pelas águas batismais, somos alimentados, constantemente, pela força da Eucaristia, somos chamados à maturidade do Espírito com a Crisma, somos sacramentados no amor um ao outro pelos laços matrimoniais e assim por diante. A catequese só tem sentido se promove a alegre participação dos catequizandos na vida de comunidade.

Sem esses dois movimentos para Deus e para os irmãos, a catequese perde o sentido e não chega a fazer a Iniciação à Vida Cristã. Essa responsabilidade não se reduz aos catequistas, ela é uma responsabilidade de toda a comunidade, de todos os batizados. E, se não formos capazes de renovar os membros de nossa comunidade para o seguimento a Jesus Cristo, estaremos condenando nossa Igreja ao desfalecimento progressivo. A catequese não é uma questão de menor importância em nossa comunidade. A Iniciação à Vida Cristã é responsabilidade de todos nós.

Por fim, neste início de ano, há muito barulho na sociedade apontando para atitudes contrárias ao Evangelho, tais como: morte aos bandidos; desprezo pelas minorias: negros, índios, homossexuais; criminalização dos movimentos sociais e populares; etc. A liberdade parece querer reduzir-se a privilégio de quem detém o poder de decisão e o poder das armas. Mais do que nunca precisamos acordar em nós a lição dos girassóis: dirigir-se para alto e para o lado: deixar-se guiar, verdadeiramente, pelo amor a Deus e pelo amor aos irmãos.

E isso é pra começo de conversa!

 

 

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS