Entrevistas Vocacional
17/09/2019 José Marques de Oliveira Edição SER COROINHA É COLOCAR-SE A SERVIÇO
F/ParoquiaSantaCruz
"Trabalhar pelas causas da Igreja nos dignifica e nos leva à santificação. Temos muitos exemplos de crianças, adolescentes e de jovens que se tornaram santos devido ao seu trabalho, fé, dedicação e amor. Vimos o grande exemplo de São Tarcísio, considerado o Patrono dos Coroinhas. Ele foi apedrejado pelos pagãos, enquanto levava sobre o peito a Eucaristia para os cristãos presos."

SER COROINHA É COLOCAR-SE A SERVIÇO

 

 José Marques de Oliveira*

 

No dia 15 de setembro de 2019 aconteceu na paróquia Santa Cruz em Alta Floresta-MT, a investidura dos novos coroinhas e renovação do compromisso com os veteranos. Depois de uma caminhada por todos os setores, rurais e urbanos, esses adolescentes e jovens estão aptos a desempenharem esse ministério no amor e no serviço.

 

 

  O Serviço no Altar

 

Antigamente o serviço do altar era feito pelos “meninos do coro”: meninos adolescentes que participavam do coro das igrejas, daí o termo “coroinha”, eles recitavam as orações e acompanhavam o sacerdote nas funções litúrgicas (cantar, servir o altar...). Quando a missa era rezada em latim, o povo não respondia às orações, apenas o coroinha é que recitava as respostas.

O coroinha exerce um trabalho muito importante numa comunidade, principalmente durante as celebrações. O trabalho do coroinha numa comunidade não poderá ser limitado ao “ajudar as Missas”. É muito importante que se integre com toda a comunidade; que desenvolva realmente um trabalho pastoral, contribuindo para o surgimento de novas lideranças incentivando a integração de novos elementos com o grupo. Com o empenho de todos, pode contribuir para promover a união, o amor e a fraternidade. A ajuda mútua caracteriza os verdadeiros irmãos na fé.

No presbitério, o coroinha não é simplesmente um “enfeite’, mas uma presença marcante, pelo seu serviço, fé e amor. O bom coroinha é aquele que, sempre que necessário, se coloca a serviço da Igreja e das coisas de Deus: nas procissões, nas solenidades e em todas as celebrações litúrgicas, sempre quando se faça necessária a sua presença. O coroinha pode até ser despertado para a vocação sacerdotal e religiosa que Deus distribui generosamente na sua Igreja! Muitas vocações têm surgido do grupo de coroinhas. É um fato!

 

 

O Ser Coroinha

 

Ser coroinha: Abençoada vocação! É “ser chamado a servir a Deus e à sua Igreja e também a ser um mensageiro de Cristo. [...] a equipe de coroinhas constitui uma espécie de ‘viveiro’ de vocações sacerdotais... Através do serviço do altar, cada um deles aprenda a amar cada vez mais o Senhor Jesus, reconheça-O realmente presente na Eucaristia e saboreie a beleza da liturgia. Quando adolescentes e jovens realizam o serviço do altar com alegria e entusiasmo, oferecem aos da sua idade um testemunho eloquente da importância e da beleza da Eucaristia” [Papa João Paulo II].

Em agosto de 2007, o Papa Bento XVI dirige aos coroinhas e acólitos uma mensagem, eis algumas de suas palavras:

“Queridos Acólitos [coroinhas], na realidade vós já sois apóstolos de Jesus! Quando participais na Liturgia desempenhando o vosso serviço no altar, ofereceis a todos um testemunho. A vossa atitude recolhida, a vossa devoção que parte do coração e se exprime nos gestos, no canto, nas respostas: se o fizerdes do modo justo e sem distrações, de um modo qualquer, então o vosso é um testemunho que toca os homens. O vínculo de amizade com Jesus tem a sua fonte e o seu ápice na Eucaristia. Não vos esqueçais disto; e por isso vos digo: não vos habitueis a este dom, para que não se torne uma espécie de hábito, sabendo como funciona e fazendo-o automaticamente, mas descobri todos os dias novamente que se realiza uma coisa grandiosa, que o Deus vivente está no meio de nós, e que podeis estar próximos dele e contribuir para que o seu mistério seja celebrado e alcance as pessoas. Se não cederdes ao hábito e desempenhardes o vosso serviço a partir do vosso íntimo, então sereis verdadeiramente seus apóstolos e dareis frutos de bondade e de serviço em todos os âmbitos da vossa vida: na família, na escola, no tempo livre.”

 

 

Se colocar a serviço do próximo

 

Podemos perceber o quanto nos aproximamos de Deus na medida em que nos colocamos a serviço da sua Igreja e do próximo. Devemos estar sempre dispostos para seguir seus ensinamentos, abraçando-os com amor, fé e alegria, mesmo que, por vezes, Deus possa até exigir algum sacrifício de nós. Temos em Jesus o maior exemplo, Ele disse isso aos Apóstolos e diz-nos a cada momento “estou no meio de vós como quem serve; assim também façais vós” [Lc 22,27].

Trabalhar pelas causas da Igreja nos dignifica e nos leva à santificação. Temos muitos exemplos de crianças, adolescentes e de jovens que se tornaram santos devido ao seu trabalho, fé, dedicação e amor. Vimos o grande exemplo de São Tarcísio, considerado o Patrono dos Coroinhas. Ele foi apedrejado pelos pagãos, enquanto levava sobre o peito a Eucaristia para os cristãos presos.

Sigamos os exemplos de Jesus e de seus Santos sendo fiéis à Eucaristia, amando e servindo a Jesus Sacramentado e à Santa Madre Igreja. Cristo disse: “se perseverardes até o fim sereis salvos”. Nossa gratidão a todos os adolescentes e jovens que se colocam a serviço da Igreja de Deus, agradecemos de modo especial a todas as animadoras de coroinhas de nossa paróquia, gratidão!

*Postulante Sacramentino

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS