Destaques Atualidade
10/06/2019 Santini Edição 3913 Quando o amor vence o inferno...
F/ Apologetics Press
"Muito bem! Se eu estiver no Céu e você no inferno, prometo que eu irei descer ao inferno para te procurar!"

 

Antônio Carlos Santini

 

Claude Rault, futuro Bispo do Saara, na Argélia, lecionava em um colégio para meninas. Certo dia, na saída das aulas, quatro garotas árabes invadem seu escritório com uma proposta:

- Senhor, queríamos pedir-lhe uma coisa...

O padre pensou que se tratasse de algo ligado aos assuntos das aulas e se prontificou.

Num ímpeto, a mais ousada olha para ele e para as colegas, dizendo em tom imperativo:

- Ashad, senhor!

Em árabe, isto significava que o padre devia fazer a profissão de fé islâmica, tornar-se muçulmano. Ele, calmamente respondeu que respeitava os muçulmanos e o Islã, mas já tinha feito uma opção pelo caminho de Jesus.

Despeitada, a garota fulminou:

- Então, irás para o inferno!

Imediatamente, Nadjia, uma das quatro meninas, se adianta, olha para a colega, fixa o olhar no padre-professor e declara:

- Muito bem! Se eu estiver no Céu e você no inferno, prometo que eu irei descer ao inferno para te procurar!

Claude Rault comenta: “Uma pequena história, até parece insignificante, mas está cheia de sentido para mim. Muito além de nossos dogmatismos, de nossas afirmações tranquilizantes, existe o Amor! E só isto pode salvar o mundo. Toda a mensagem do Evangelho está aí”.

O bispo católico do Saara argelino cita Paul Evdokimov, teólogo ortodoxo, que diz: “Por mais profundo que seja o inferno onde os homens já se encontrem, ainda mais profundo está o Cristo à sua espera. O que ele pede ao homem, não é a virtude, o moralismo, a obediência cega, mas um grito de confiança e de amor lá no fundo de seu inferno. O homem jamais deve cair no desespero. Ele só pode cair em Deus, e Deus jamais desespera”.

Não foi outra a experiência de Dimas, o criminoso crucificado ao lado de Jesus. Bastou um pedido: “Lembra-te de mim!” E foi ele, o ladrão, o primeiro a roubar o Paraíso, fechado desde Gênesis 3.

Por incrível que possa parecer, muitos cristãos vivem toda a sua vida sem descobrir este traço fundamental da mensagem evangélica: o amor supera tudo. A Boa Nova não foi anunciada para dividir os homens em fracos e fortes, santos e pecadores, salvos e condenados. O maior dos mandamentos só fala de amor. Um amor que se estende aos dois eixos das relações humanas: amar a Deus, amar ao próximo.

E neste sentido, certamente, há muitos cristãos não batizados em todos os quadrantes do planeta, misturados a outras crenças e outros credos...

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS