Destaques Sociedade
23/05/2022 Marcelo Barros   Edição 3947 Quando nos vemos obrigados a desobedecer
F/ Pixabay
"A objeção de consciência é a atitude de quem, por convicções religiosas, sociais ou políticas, se recusa a pegar em armas e participar de guerras ou atos violentos. "

No mundo de hoje, os jovens são recrutados para o serviço militar obrigatório. Enquanto os presidentes que decretam guerras permanecem seguros em seus palácios, os jovens matam e morrem nos campos de batalha. Há comunicadores obrigados a escrever artigos para a guerra informativa que favorece os interesses dos donos das empresas de comunicação. Especialistas em biologia são contratados para fabricar secretamente armas biológicas que espalham vírus em países inimigos. Diante dessa realidade, cada vez mais os jovens percebem que é preciso desobedecer, quando a ordem é injusta e cruel.

Em Israel, os jovens recrutados para o serviço militar obrigatório se recusam a lutar contra os palestinos. Nos Estados Unidos, jovens negros, brancos ou índios se recusam a ir à guerra em outros países. Essas pessoas invocam o direito à objeção de consciência que a ONU reconhece como válido e justo.

Objeção de consciência

A objeção de consciência é a atitude de quem, por convicções religiosas, sociais ou políticas, se recusa a pegar em armas e participar de guerras ou atos violentos. A ONU propõe que o dia 15 de maio e toda a semana sejam dedicados ao aprofundamento desse direito e à divulgação dessa atitude pacifista. A dignidade humana só é reconhecida quando a consciência individual e a fé de cada grupo são respeitadas.

Homens e mulheres, admirados em todo o mundo, alguns até agraciados com o Prêmio Nobel da Paz, foram ou ainda são, em seus próprios países, considerados rebeldes e desobedientes. Durante anos, Rigoberta Menchú não pôde retornar à Guatemala porque seria morta. Na Argentina, durante anos, Adolfo Pérez Esquivel foi mal visto e ameaçado de prisão. Na Índia, na primeira parte do século 20, Mahatma Gandhi e nos Estados Unidos, em meados do século, o pastor Martin Luther King foi preso e condenado por desobedecer às leis vigentes. Até hoje, para os budistas tibetanos, o Dalai Lama é a 14ª reencarnação do Buda da Compaixão. No entanto, para o governo chinês, ele é um dissidente, desobediente às leis.

Direito que precisa ser reconhecido nas Igrejas

Se a objeção de consciência é um direito de cada pessoa contra o poder social e político, tanto mais as religiões e as igrejas devem reconhecer o direito à dissidência e à objeção de consciência contra o poder religioso autoritário ou, por qualquer motivo, injusto.

Nenhum pastor tem o direito de obrigar qualquer cristão a votar nesse candidato ou repudiar esse partido. O voto deve ser livre e consciente. O que, na Bíblia, caracteriza a fé cristã é o aprendizado da liberdade interior e social. Paulo escreveu aos coríntios: "Onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade" (2 Cor 3,17). E aos Gálatas: "Para que sejamos livres, Cristo nos libertou" (Gl 5,1-13).

Fonte: Ameríndia

 Leia também:
Encontro Eclesial da Região Andina
Encontro Eclesial do Caribe

Encontros Eclesiais regionais

"Nosso ministério, nossa vida, será eficaz com humildade"

Violência simbólica ou diabólica

Reavivar Aparecida: corajosa profecia

15 anos de Aparecida: Sua Vitalidade

Em nome de Deus, defendam a Mãe Terra

Mais de 500 Presbíteros no 18º ENP

15 anos de Aparecida: para entender a Igreja no século XXI

Chamados a construir a família humana: Papa Francisco

Entrevista Pe. Dario Rossi: mega mineração no Brasil

Fé esperança e compromisso: nota da CNBB

50 anos do CIMI

Formar padres com consciência indígena

Igreja repudia violência contra indígenas

Com Jesus nossa preparação para a Semana Santa

Seminário de Iniciação à Vida Cristã

Reforma da Cúria: o que é mais importante

MOBON acolhe o 25º Encontro de Políticos Cristãos

Rede um grito pela vida: 15 anos

Rússia e Ucrânia

Abolir a guerra antes que ela apague a humanidade da história

A guerra jamais justa

Ataques implacáveis contra o Papa Francisco

Acesse este link para entrar nosso grupo do WhatsApp: Revista O Lutador Você receberá as novas postagens da Revista O Lutador.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS