Formação Missão
01/03/2022 Luis Miguel Modino - Regional Norte 1 Edição 3945 Povo Ticuna assume o compromisso de traduzir a Bíblia a sua língua materna
F/ By L M Modino
"Dom Adolfo Zon, bispo da Diocese do Alto Solimões, destaca que 'frei Paolo Braghini, seguindo as Diretrizes da CNBB e a Exortação Apostólica pós-sinodal Querida Amazônia, através desses encontros está criando as condições para que o Povo Ticuna possa contribuir a realizar o sonho da inculturação da Palavra de Deus em sua cultura'."

Fazer realidade uma Igreja com rosto amazônico e rosto indígena foi um dos incentivos do Sínodo para a Amazônia, um caminho que em alguns lugares da Amazônia já está sendo trilhado há bastantes anos. Um passo importante foi o compromisso assumido para traduzir a Bíblia na língua Ticuna, reforçando o sonho da inculturação da Palavra de Deus na vida do povo. Acompanhe a reportagem de Luis Miguel Modino do Regional Norte 1.

Formação bíblica na língua materna

Um desses lugares é a Paróquia São Francisco de Belém do Solimões, na Diocese de Alto Solimões. Aos poucos, o Povo Ticuna, o mais numeroso da região amazônica, vai fazendo realidade uma Igreja com rosto Indígena. Um passo a mais foi dado de 23 a 27 de fevereiro de 2022, no encontro de formação em nível diocesano que aconteceu em Belém do Solimões.

208 ticunas entre Ministros da Palavra, Catequistas e Agentes do Dízimo, jovens e adultos, viveram uma intensa formação bíblica na língua materna. Fizeram-se presentes 21 comunidades de 5 paróquias da Diocese do Alto Solimões, de Santo Antônio do Içá até Benjamim Constant.

O encontro tem sido um momento vivido com compromisso, envolvimento, participação, oração, dinâmicas, teatros, seriedade, cantos, alegria, união, segundo expressam os organizadores. Mas o grande passo dado, que significa um grande avanço no caminho de uma Igreja com rosto indígena, foi firme decisão e compromisso unanime de traduzir a Bíblia em Ticuna. O primeiro passo será dado com a tradução do Evangelho de São Marcos, distribuindo esta nova missão bíblica em diversas comunidades.

O sonho da inculturação da Palavra de Deus

Dom Adolfo Zon, bispo da Diocese do Alto Solimões, destaca que “frei Paolo Braghini, seguindo as Diretrizes da CNBB e a Exortação Apostólica pós-sinodal Querida Amazônia, através desses encontros está criando as condições para que o Povo Ticuna possa contribuir a realizar o sonho da inculturação da Palavra de Deus em sua cultura”.

Segundo o bispo, “depois de ter traduzido a Bíblia das crianças em língua Ticuna, que está sendo utilizada na Catequese, quer agora, tendo como fundamento uma Bíblia em língua Ticuna que já existe no Peru, fazer una versão própria do Novo Testamento iniciando pelo Evangelho de Marcos com a grafia dos Ticunas do Rio Solimões para usa-la na Liturgia da Palavra”. Dom Adolfo afirma que “esse processo precisa de tempo e de um bom número de colaboradores, pois exige várias revisões para chegar na redação final”.

O Povo Ticuna agradece aos freis Capuchinhos, as Irmãs da Imaculada e aos tantos formadores e formadoras ticunas pela doação nestes dias intensos. É o compromisso dos missionários e missionárias e das lideranças locais que ajuda a tornar realidade essa Igreja com rosto indígena, um grande desafio que deve ser enfrentado com forte compromisso.

2022 está sendo um tempo importante na Paróquia São Francisco de Assis de Belém do Solimões, com a celebração do Ano Vocacional Capuchinho, que está sendo vivenciado como momento para agradecer a Deus pelos tantos freis missionários que evangelizaram nesta região amazônica e continuam esta missão. Desde às comunidades ticunas, agradecidas com essa entrega missionária, se comprometem também a pedir ao dono da Messe que envie mais operários para a sua messe.

Leia também:
Encontro do Papa Francisco com jovens universitários - Construindo pontes Norte-Sul
CF 2022 - Escutar: antes de ensinar, aprender

Guerra, ameaça a humanidade, Papa convoca jejum
Dom Tirso Blanco, bispo missionário e defensor do povo sofrido
Papa Francisco e universitários: oportunidade se ser a voz de muitos
Entrevista sobre o encontro do Papa Francisco com jovens universitários
Curso realidade amazônica

Se Deus é de direita ou de esquerda

Falar com sabedoria, ensinar com amor

Um melhor serviço aos migrantes

Sinodalidade e processos de nulidade matrimonial

O carnaval brasileiro e a constituição

Templos, Igrejas e protestos, é preciso refletir

O Espírito continua a transbordar desde a Amazônia

Norteamento mais lúdico para dinâmicas do seminário

Igreja dos Estados Unidos e os migrantes

Dia da vida consagrada: Chamados a ser Igreja sinodal

Santarém: 50 anos do Vaticano II da Amazônia

Dom Walmor: Cristianismo...

Superar o negacionismo climático

Enchentes: ser uma presença humana e solidária
Sinodalidade e Missão da Igreja

Acesse este link para entrar nosso grupo do WhatsApp: Revista O Lutador Você receberá as novas postagens da Revista O Lutador.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS