Destaques Em cima da hora
29/09/2020 Ipea/Andes Edição 3928 Órfãos da Terra
F/ Luciney Martins
"Dia mundial dos Migrantes e Refugiados"

A população em situação de rua cresceu 140% a partir de 2012, chegando a quase 222 mil brasileiros em março deste ano, e tende a aumentar com a crise econômica acentuada pela pandemia da Covid-19. Entre as pessoas sem moradia estão desempregados e trabalhadores informais, como guardadores de carros e vendedores ambulantes. De acordo com Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a maioria da população de rua se concentra no nordeste, sudeste e sul. 

De acordo com Movimento Nacional da População em Situação de Rua (MNPR) estima que mais de 30 mil pessoas vivam nas ruas da capital paulista, conforme o Cadastro Único para Programas Sociais (Cad Único). 

A faixa etária prevalente é a de 31 a 49 anos, com 46,6% do total. O principal motivo que as pessoas declaram para ter ido viver nas ruas foi o conflito familiar (50%), seguido pelo uso de drogas ou álcool (33%), o desemprego (13%), a perda de moradia (13%). 

Fonte: Ipea/Andes. 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS