Variedades Símbolos
12/05/2022 Antônio Carlos Santini Edição 3947 O Pão 23 - Símbolos da Bíblia
F/ reprodução
"'O pão nosso cotidiano dá-nos a cada dia.' (Lc 11,3)"

Na linguagem bíblica, a palavra pão envolve todo tipo de alimento. Ao mesmo tempo, exprime a extrema dependência do homem, que precisa de um dom divino para preparar seu próprio pão (cf. Sl 104,14), que a liturgia define como fruto da terra (cf. Jó 28,5) e do trabalho do homem.

No Éden, o primeiro casal encontrava seu alimento na natureza; após a queda, foi necessário “trabalhar o pão” com uma atividade penosa: “Com o suor do teu rosto comerás o pão”. (Gn 3,19) No entanto, o pão é essencial: vale a pena gastar dinheiro com ele (cf. Is 55,2) O jejum que agrada a Deus é o pão repartido com o faminto (cf. Is 58,7).

O pão é uma dádiva de Deus, sinal de sua bênção (Ex 23,25) e sustento. A viúva de Sarepta não tinha um pão para dar ao profeta, e Deus a proveu com uma farinha que não se esgotava (cf. 1Rs 17,11ss). Mas é também a “tarefa” de cada dia, onde até o sofrimento é visto como um “pão” (cf. Is 30,20).

Há passagens da Escritura onde o homem se alimenta de um pão que “cai do céu”. Foi assim no Êxodo (cf. Ex 16,4.14). Foi assim com Elias (cf. 1Rs 19,6). Davi e seus soldados famintos se alimentaram com os pães da proposição, propriedade divina, uma oferta sagrada que só os servidores do Templo podiam comer (cf. 1Sm 21,7).

Pães multiplicados para alimentar grande número de pessoas (cf. 2Rs 4,43-44) são o sinal do poder e da providência de Deus, pois “o homem não vive somente de pão, mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4,4), citando Dt 8,3.

Os Evangelhos registram duas multiplicações de pães realizadas por Jesus (cf. Mt 14,13ss; 15,32ss). No discurso eucarístico de Jesus (Jo 6), ele se refere ao maná, o pão caído do céu, para imediatamente anunciar outro “pão”, capaz de dar uma vida “eterna” e definitiva. Ele se referia ao dom da Eucaristia, instituído na última ceia.

Jesus se apresenta como “pão de vida” (Jo 6,34), o único que pode saciar a profunda fome dos humanos. Na primeira consagração eucarística, ele “tomou um pão, deu graças, partiu e distribuiu aos discípulos, dizendo: ‘Isto é meu corpo que é dado por vós’” (Lc 22,19) O Senhor ligou em definitivo nossa vida ao pão, mas um pão que só Deus nos pode dar.

Alguns textos bíblicos: Gn 14,8; Dt 10,18; Sl 105,40; Sl 132,15; At 2,42; 1Cor 10,17.

Leia também:
Mais de 500 Presbíteros no 18º ENP
15 anos de Aparecida: para entender a Igreja no século XXI

Chamados a construir a família humana: Papa Francisco

Entrevista Pe. Dario Rossi: mega mineração no Brasil

Fé esperança e compromisso: nota da CNBB

50 anos do CIMI

Formar padres com consciência indígena

Igreja repudia violência contra indígenas

Com Jesus nossa preparação para a Semana Santa

Seminário de Iniciação à Vida Cristã

Reforma da Cúria: o que é mais importante

MOBON acolhe o 25º Encontro de Políticos Cristãos

Rede um grito pela vida: 15 anos

Rússia e Ucrânia

Abolir a guerra antes que ela apague a humanidade da história

A guerra jamais justa

Ataques implacáveis contra o Papa Francisco

O Papa ao Fórum da àgua

Encontro Eclesial Virtual - Assembleia Latinoamericana e caribenha

Serviço Jesuíta a migrantes e refugiados da Ucrânia

Primeiro o amor e a unidade, depois a estratégia

Acesse este link para entrar nosso grupo do WhatsApp: Revista O Lutador Você receberá as novas postagens da Revista O Lutador.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS