Formação Família
12/07/2019 Pe. Sebastião Sant`Ana Edição O legado da XI Peregrinação Nacional das Famílias
F/ diocesejacarezinho.org
"Dar maior visibilidade à urgente missão que a Igreja reserva para a Pastoral Familiar diante da desafiadora situação das famílias no Brasil"

O legado da XI Peregrinação Nacional das Famílias

Pe. Sebastião Sant'Ana Silva, SDN

No XII Congresso Nacional da Pastoral Familiar (Rio, 05–07/09/2008), dom Orlando Brandes, então arcebispo de Londrina, PR, e presidente da Comissão Episcopal Vida e Família da CNBB, partilhou conosco um sonho: uma peregrinação anual das famílias ao Santuário de Aparecida.

 Que objetivo teria o evento? "Dar maior visibilidade à urgente missão que a Igreja reserva para a Pastoral Familiar diante da desafiadora situação das famílias no Brasil" – esclareceu.

Ao sonho feito realidade a partir de 2009 somou-se, desde 2011, o Simpósio. Dom Orlando, agora arcebispo de Aparecida, transbordando alegria, presidiu uma das missas da XI Peregrinação. Junto com dom Ricardo Hoeppers, novo presidente da Comissão Vida e Família, contemplou agradecido agentes da Pastoral Familiar de todo o Brasil se reunirem (25 e 26/05/19) em Aparecida, para o IX Simpósio e a XI Peregrinação Nacional das Famílias.

 

"Em família, defendemos a VIDA"

O duplo encontro é realizado anualmente pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da CNBB e pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar. 

A programação deste ano – com o tema "Em Família defendemos a Vida" e o lema "A Família, como vai?" – foi um convite a um grito em defesa da dignidade da vida e a um olhar atento à realidade concreta das famílias na atualidade.

Dom Ricardo Hoeppers, o jovem bispo de Rio Grande (RS) e novo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família, aprofundou o tema central: "Em FAMÍLIA, defendemos a VIDA". Por sua vez, o Pe. Zezinho, grande "catequista da família", refletiu sobre o lema do evento: "A Família, como vai?"

Como convidados, o prof. Alexandre Ernesto, a atriz e humorista Concessa, a cantora Zezé Luz e outros aprofundaram o tema, realçando a missão da família na defesa da vida.

 

O cuidado centrado na pessoa, valorização da vida e suicidologia

 Após duas excelentes conferências no Encontro de Formação do Regional Leste 2 (BH, 15–17/03/19), os professores Alexandre Ernesto e Nadja Cristiane, ambos da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), foram convidados pelo Pe. Jorge, assessor nacional, a partilharem suas ricas propostas pastorais com as famílias do Brasil no IX Simpósio e XI Peregrinação Nacional das Famílias.

Ao falar sobre “O cuidado centrado nas pessoas”, o professor Alexandre tocou fundo no coração dos participantes do IX Simpósio. Mostrou a realidade do sofrimento nas famílias. Mas o sofrimento só é intolerável quando ninguém cuida. O cuidar é escutar com compaixão que é mais do que sentir a dor do outro.

Alexandre testemunhou sua vasta experiência de "missionário da vida" junto a doentes terminais, mostrando que a melhor maneira de preparar o doente para a morte é fazê-lo alegre.

Por imprevistos, a prof. Nadja não pôde estar e refletir sobre a "Automutilação e o comportamento suicida". Que pena!

 

Os três pedidos especiais de Dom Orlando Brandes

O idealizador e criador da Peregrinação Nacional das Famílias – dom Orlando Brandes, agora arcebispo de Aparecida –, presidiu no domingo (26/05), às 7h30, uma das missas da XI Peregrinação. Na homilia, transbordando  entusiasmo, contagiou a multidão de peregrinos com a oportuna proposta de revitalização missionária das famílias.

Aos bispos e padres concelebrantes e à multidão de fiéis, dom Orlando lembrou que a família tem que manter as portas abertas para a vida. Exemplificou: "Portas abertas na família significa sair para evangelizar. Portas abertas para visitar os vizinhos e fazer da nossa rua uma Igreja e uma família".

A todos os agentes "missionários da vida e da família" dom Orlando fez três pedidos:

1) Organizar em toda Paróquia o serviço de escuta às famílias; 2) motivar incessantemente a adoção; 3) acolher e cuidar dos viúvos e viúvas.

 

Evangelho da família, Cultura da vida e Direitos das famílias

A XI Peregrinação e o IX Simpósio, realizados no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida e no Santuário Nacional de Aparecida, muito contribuíram para a revitalização dos agentes da Pastoral Familiar. Grandes são os desafios da missão, maior porém é a esperança n'Aquele que nos envia para proclamar e testemunhar o evangelho da família. 

O Documento de Aparecida (435) sintetizou a urgência da Pastoral Familiar e seus três objetivos específicos:

 "Visto que a família é o valor mais querido por nossos povos, cremos que se deve assumir a preocupação por ela como um dos eixos transversais de toda ação evangelizadora da Igreja. Em toda diocese se requer uma pastoral familiar “intensa e vigorosa”para (1) proclamar o evangelho da família, (2) promover a cultura da vida e (3) trabalhar para que os direitos das famílias sejam reconhecidos e respeitados".

O Papa Francisco, a Encíclica Laudato Si e a Exortação Amoris Laetitia foram referências constantes.

 

O legado do IX Simpósio e da XI Peregrinação das Famílias

Dom Orlando sonhou e seu sonho se fez realidade. De fato, peregrinações e simpósios anuais têm ajudado alavancar a Pastoral Familiar no Brasil. As lideranças regionais se encontram ou se reencontram, as amizades se aprofundam, uma grande família vai se formando e se multiplicando. As conquistas e os desafios são partilhados e a alegria é contagiante. Tudo isso facilita a formação e a multiplicação dos agentes em nossos regionais.

O IX Simpósio e a XI Peregrinação ampliaram o compromisso com a defesa da vida humana em todas as suas fases. A compaixão com os que sofrem está no coração dos "missionários da vida e da família".

Obrigado a dom João Bosco Barbosa por seus quatro anos de dedicado serviço à Pastoral Familiar.

Obrigado à Comissão Nacional da Pastoral Familiar pela laboriosa preparação e realização da Peregrinação e Simpósio. 

A dom Ricardo Hoeppers, novo presidente da Comissão Vida e Família, as boas-vindas de todos os agentes da Pastoral Familiar. Que Maria e José o protejam na nova e desafiadora missão!  

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS