Formação Missão
18/01/2020 Noe Gonçalves Chinhemba* Edição 3919 Não nos deixem órfãos
F/ Arquivo SDN
"Que a Congregação dos Missionários Sacramentinos tenha piedade para com esta Paróquia e envie mais operários para esta messe"

 

 

Excelentíssimo Pároco: Pe. Odésio, Irmãs Ângela e Vininha. Caros catequistas responsáveis e crentes desta Paróquia de Santo António de Cavungo.

A Paróquia fundada a quinze de janeiro de dois mil e doze (15-1-2012), até a presente data, que o senhor padre vai despedir, ela pertence a Congregação dos Sacramentinos. Agora ficamos como ovelhas sem pastor. Pedimos que nos deixe a benção e o Espírito para podermos conduzir o rebanho do Senhor.

Salientamos que a Congregação dos Missionários Sacramentinos tenha piedade para com esta Paróquia e envie mais operários para esta messe, porque nos faltam mais orientações a serem recebidas. Com a falta dos padres, o lobo devora o rebanho do Senhor.

A Paróquia agradece muito, bastante, em nome do Senhor, aos missionários que se entregaram a cumprirem os trabalhos em nome de Jesus nesta Paróquia, que Deus vos abençoe. Por isso, a Paróquia por si, os membros do Governo local, e as entidades tradicionais choramos a retirada de todos os padres e irmãs desta sede Comunal paroquial. Repito! Não nos deixem como órfãos, enviem-nos mais padres nesta Paróquia.

Nós não achamos (não vemos) maldade com o nosso padre e nem as irmãs que vivemos com eles; comemos com eles, trabalhamos com eles, muito mais na formação de catequistas, na catequese e na constituição de setores e nas comunidades. Com a graça de Deus a Paróquia cresceu e estendeu em três comunas (distritos) que conta com três setores e trinta e três comunidades.

Excelentíssimo Pároco Odésio, a paz esteja contigo. Desde tua chegada até a presente data nós te louvamos pelo esforço nas visitas das comunidades, o trabalho espiritual feito na Paróquia, trabalho manual feito na construção da Igreja e da Casa paroquial, nós te louvamos e que Deus te abençoe.

Nós vamos agradecer muito mais a Congregação a sentirem as nossas suplicas, orações deste povo de Deus aqui presente, para que em nome de nosso Senhor Jesus, o padre e as irmãs retrocedam (voltem) mais a esta Paróquia. Senhor padre, isto não foi da exigência da paróquia, senão veja (mas veja): as crianças, os jovens, as mamas (mães) e os homens com sua participação ativa na obra de Cristo, choramos. Porque assim ficamos como órfãos, ovelhas sem pastor. Jesus disse: meu rebanho te deixei João, conservai e não deixais perder uma ovelha destas e Eu vou ao Pai que Me mandou a vós e vos enviarei o Espírito para vos ajudar a vos conduzir. Também senhor padre façais o mesmo. 

Senhor padre, fazei estas nossas suplicas chegarem até a Congregação dos Missionários e sentir o nosso pedido. Para terminar, Deus abençoe a viagem em cada passo marcado, seja abençoado por Deus, nosso Senhor, de todos os cristãos de Cavungo.

Abençoe também as famílias do Brasil todas, principalmente teu pai, tua mãe e teus irmãos e irmã, o Pe. Renato Dutra, Pe. João Lúcio, Pe. Geraldo Mayrink e Pe. Valdecir. Recebam um forte abraço. Abraço dos irmãos crentes da Paróquia Santo Antônio de Cavungo.

Adeus, adeus até quando voltar.

Irmãos rezemos ao Pai como Jesus nos ensinou: Pai Nosso...

Obrigado

Paróquia Santo António de Cavungo, aos 15-09-2019

 

* Catequista Coordenador Paroquial. República de Angola, Diocese de Luena, Paróquia Santo António de Cavungo

 

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS