Variedades Família Julimariana
10/06/2020 Ir. Maria do Carmo Edição 3925 MISSÃO DA ESCOLA SACRAMENTINA
F/ SNS
"Sob o olhar e a ação do vibrante e audacioso missionário, Padre Júlio Maria de Lombaerde, que chegou à cidade de Manhumirim, em março de 1928, nasceu o Colégio Santa Teresinha"

Ir. Maria do Carmo Lopes

Oferecer serviços de educação escolar, vivenciando fraternidade, justiça, solidariedade, partilha, ousadia e alegria, com excelência pedagógica e responsabilidade socioambiental.

 O Colégio Santa Teresinha, Manhumirim, MG, do Instituto das Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora, completou, neste ano, 90 anos de existência!

Várias atividades estão planejadas para celebrar esta data. Destacamos algumas:

  • Intensificar ações solidárias
  • Concurso de desenhos e fotografias
  • Encontros de alunos egressos
  • Festival de MPB
  • Coroação de Nossa Senhora
  • Semana da Família
  • Feira de Profissões dinamizada por ex-alunos
  • Missa no Dia de Santa Teresinha
  • Festival de Vídeos
  • Cantata etc.

Apresentamos um pequeno Histórico do Colégio Santa Teresinha extraído do livro: Madre Beatriz, Itinerário Existencial, Vontade de Deus, escrito por Irmã Zely de Paula, sdn.

“Sob o olhar e a ação do vibrante e audacioso missionário, Padre Júlio Maria de Lombaerde, que chegou à cidade de Manhumirim, em março de 1928, nasceu o Colégio Santa Teresinha.

Fundado no dia 11 de fevereiro de 1930, por Padre Júlio Maria de Lombaerde, o Colégio Santa Teresinha teve como primeira Diretora a Madre Maria Beatriz Frambach, Cofundadora da Congregação das Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora.

As aulas foram iniciadas neste mesmo dia com 42 alunas. Com o passar dos dias o número de alunas ia aumentando, o internato foi aberto e outras dependências iam sendo construídas...

Alguns líderes da cidade, nesse tempo, viram no Padre Júlio um grande adversário, que devia ser afastado. E foram muitas as perseguições, embargos, calúnias...

A Diretora enfrenta o desafio e dá início às providências para encaminhar à Secretaria da Educação o pedido de reconhecimento do Curso Normal. Mas, algumas tramas junto ao alto escalão político do Estado, impediram a aprovação do curso. E as dificuldades começam. Sempre faltava um documento. 

Entretanto, a Escola crescia em número de alunas e o sonho de todas era o Curso Normal.

Madre Beatriz foi à Secretaria da Educação, em Belo Horizonte, para que o decreto fosse assinado. Aí se confirmou o motivo da dificuldade na aprovação do curso: pessoas influentes que colocavam empecilhos à atuação do Padre Júlio Maria. 

Enfim, no dia 22 de fevereiro de 1933, o Curso Normal, do Colégio Santa Teresinha estava reconhecido; vitória festejada pelos amigos, pais, alunas e professores; derrota e tristeza daqueles que tudo fizeram para impedir essa conquista”.

Hoje, o Colégio Santa Teresinha atua na Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio. Com sua ampla e majestosa estrutura, inova a cada ano, buscando parceria com excelentes Sistemas de Ensino, realizando projetos inovadores e oferecendo múltiplos espaços de aprendizagens fundamentadas nos valores humanos, cristãos e no cuidado pelo Meio Ambiente.

Assim, Tradição e Inovação se integram.

É a única Escola filantrópica da região certificada pelo MEC e possui o selo da Escola Legal, fornecido pelo Sindicato das Escolas Particulares de MG.

Optamos por uma Educação Integral. Chegamos aos 90 anos! Bodas de Álamo! Álamo é uma árvore resistente que, para chegar a essa condição, passa por várias fases, nas quais vai se fortalecendo. É apreciada por sua beleza e pela sombra que proporciona.

Assim, o Colégio Santa Teresinha segue contribuindo na Educação de Manhumirim e Região.

 Colégio Santa Teresinha Lugar de gente feliz! Eu confio!

 

Irmã Maria do Carmo Lopes

Diretora

Manhumirim, MG.

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS