Destaques Igreja Hoje
08/01/2020 Luisa Garbazza Edição 3919 Legado do Padre Júlio Maria Sacramentinos em Bom Despacho
F/ Arquivo SDN
"Vivemos agora um tempo de ação de graças"

 

“Formamos a Igreja viva, que caminha para o Reino do Senhor.”

Todos somos responsáveis por fazer da Igreja de Cristo essa “Igreja Viva” que tanto queremos. Na caminhada do povo de Deus, no entanto, alguns cristãos se sobressaem nessa missão. Padre Júlio Maria, sem dúvida, é um desses exemplos. Nós, da Paróquia Nossa Senhora do Bom Despacho, temos o privilégio de desfrutar do legado desse santo. Conhecemos Padre Júlio Maria como um homem alto, barbas longas, olhar calmo, alma serena. Homem sério, trabalhador, generoso, ciente de sua vocação e missão como consagrado: evangelizar, pregar e praticar o amor, a solidariedade, a justiça. “Amor e sacrifício” – foi assim que nos ensinou o amor por Jesus Eucarístico e pela Mãe da Eucaristia. Onde passou, deixou pegadas de fé e marcas de Deus. Assim ele viveu. Assim ele quis que vivessem as três congregações que criou.

 

Presença sacramentina

Em 2019, estamos vivendo um “Ano jubilar”: oitenta anos da presença sacramentina na cidade de Bom Despacho. Iniciamos o ano em clima de festa, pois foi justamente no dia primeiro de janeiro de 1939 que Padre Júlio Maria assumiu nossa paróquia, instituindo como primeiro pároco o Padre João Balke, SDN. Ao longo desses 80 anos, muitos missionários sacramentinos pisaram este solo, que traz as marcas do fundador. Temos, portanto, motivos suficientes para nos exaltarmos e desejarmos a continuidade desse sonho julimariano.

Como abertura deste ano, de 1º a nove de janeiro, uma novena em honra ao fundador, com a participação de todas as comunidades, pastorais e movimentos. Durante o ano, em todas as atividades, a temática jubilar se fez presente. Em todos os meses, no dia 8, as orações por sua beatificação foram intensificadas.

Dia dois de fevereiro, dia de Nossa Senhora da Luz: velas personalizadas com motivo dos oitenta anos foram abençoadas e distribuídas para todas as comunidades. A luz jubilar estava lançada para iluminar nossa caminhada. A cada celebração, lembrávamos a alegria de pertencermos a uma paróquia sacramentina e bendizíamos a Deus por esses 80 anos de presença. Foi assim que, em março, unimo-nos às paróquias sacramentinas, espalhadas pelo Brasil, e celebramos os 90 anos de fundação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora.

Em maio, celebramos Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento, no dia treze, e, dia 31, nossa padroeira, Nossa Senhora do Bom Despacho. No dia da padroeira, quadros, com a estampa do Padre Júlio Maria, foram abençoados e entregues aos coordenadores de comunidade: um símbolo do Servo de Deus presente em nossos momentos de oração. 

Tivemos ainda dois momentos em que a missão sacramentina foi posta em evidência: na temática dos tapetes e altares de Corpus Christi; nas visitas missionárias, em julho, com a presença de leigos, do seminarista Gilson, do Frater Dione Afonso, SDN, e do seminarista diocesano Filipe Costa.

 

Ação de graças

Vivemos agora um tempo de ação de graças. Este tempo jubilar será coroado com dois acontecimentos importantes para nós sacramentinos: oito de dezembro, a ordenação presbiteral do Diácono Matheus Garbazza, SDN; dia 20, o jubileu de ouro sacerdotal do Padre Antônio Otaviano, SDN – ambos filhos desta terra.

Temos, pois, muito a agradecer: o privilégio de pertencermos a uma paróquia sacramentina; os ideais julimarianos; os missionários sacramentinos que por aqui passaram; a oportunidade de celebrarmos estes 80 anos de história.

 “Em tudo, demos graças a Deus.” (ITs 5,18)

 

*Secretária do Conselho Paroquial de Evangelização da Paróquia N. Sra. do Bom Despacho.

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS