Destaques Em cima da hora
23/10/2020 CNBB Edição 3929 FESTIVIDADES DE FREI GALVÃO, O 1º SANTO BRASILEIRO APÓSTOLO DA CARIDADE
F/ CNBB
"Desde o dia 16 deste mês até o dia a 25 de outubro acontece a novena em preparação a festa de Frei Galvão, no Santuário dedicado ao Santo, no Jardim do Vale, em Guaratinguetá (SP)"

O próximo dia 25 de outubro marca o aniversário de beatificação de Frei Galvão, o primeiro santo nascido no Brasil. Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, OFM, mais conhecido como Frei Galvão (Guaratinguetá, 1739 — São Paulo, 23 de dezembro de 1822) foi um frade católico. Foi canonizado pelo papa Bento XVI durante sua visita ao Brasil (São Paulo) em 11 de maio de 2007.

Frei Galvão, o padroeiro dos engenheiros, arquitetos e construtores, nasceu no dia 10 de maio de 1739 na vila de Santo Antônio de Guaratinguetá, atual Guaratinguetá, no vale do Paraíba. A vila estava na região chamada Capitania de São Paulo, hoje, Estado de São Paulo. Galvão era o quarto de dez filhos de uma família muito religiosa, rica e nobre.

Milagres

Para ser canonizado, a Igreja exige a comprovação de dois milagres (fatos inexplicáveis pela ciência) acontecidos pela intercessão do santo. Assim, as curas de Sandra Grossi de Almeida e Daniella Cristina da Silva, acontecidas pela intercessão de Frei Galvão, são verdadeiros milagres inexplicáveis cientificamente.  Sandra Grossi possuía uma malformação uterina que impossibilita qualquer mulher de manter um feto por mais de quatro meses.

Em 1999, após tomar as pílulas e pedir a Frei Galvão, ela prosseguiu com a gravidez e deu à luz ao menino Enzo. Daniella Cristina da Silva, então com quatro anos de idade, sofria de uma hepatite considerada incurável pelos médicos. Após tomar as pílulas e rezar fervorosamente, ficou curada inexplicavelmente.

Festa de Frei Galvão

Desde o dia 16 deste mês até o dia a 25 de outubro acontece a novena em preparação a festa de Frei Galvão, no Santuário dedicado ao Santo, no Jardim do Vale, em Guaratinguetá (SP). O tema deste ano será “Frei Galvão, o Apóstolo da Caridade. Viu, sentiu compaixão e cuidou dele”. A novena está sendo rezada em dois horários 15h e 19h30. Em cada um dos dias serão homenageados estados brasileiros e haverá o testemunho de um leigo que presta algum tipo de trabalho social na Arquidiocese de Aparecida.

No dia da festa, 25 de outubro, haverá missa às 6h, 9h30, 12h. Às 14h será rezado o terço festivo e às 15h a missa solene da festa, presidida pelo arcebispo de Aparecida (SP), dom Orlando Brandes. Após a missa solene, haverá carreata pelas ruas da cidade. E, às 18h, missa de encerramento da festa.

Em razão da pandemia do novo Coronavirus, haverá um número limitado de pessoas para participar da novena. Os interessados em participar da novena devem retirar sua senha, na secretaria do Santuário Frei Galvão, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Não será feito agendamento por telefone.

Mais informações sobre a festa e Frei Galvão estão no site: www.santuariofreigalvao.com

Fonte CNBB

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS