Variedades Família Julimariana
16/01/2020 Ir. Zely de Paula Edição 3919 Em terra de missão Crescer no compromisso missionário
F/ Arquivo SNS
"Gente alegre, cheia de vida e festeira. Passeiam, festejam e na dança, dão show. Celebram a vida, mesmo enfrentando as dificuldades da caminhada."

 

 

Deus nos fala e nos presenteia de mil modos: na sorte e na desventura, no êxito e no fracasso, no prazer e na dor, na alegria e na tristeza; em dias ensolarados e em dias chuvosos... Sempre! Ele nos toca, nos fala, nos oferece o dom do seu amor. Pena que às vezes estamos distraídos demais ou focados em outro ponto de interesse pessoal e não nos damos conta...

Estar em Alvarães, Amazonas - foi um presente de Deus! Partilho com você, leitor (a), um pouco dessa experiência, de passar um mês na Prelazia de Tefé; de conviver com o povo das águas e das florestas, amante da terra e da natureza, profundamente religioso.  

Gente simples, acolhedora e alegre. Gostam de festa e sabem festejar. Gente de espírito religioso, de trabalho e de luta. Em visitas e conversas os valores que revelam a fé e a esperança são explicitados com espontaneidade e simplicidade.

As Irmãs Sacramentinas de Nossa Senhora estão em Alvarães desde 2012. Atualmente apenas duas: Irmã Ana Maria e Irmã Renata, no esforço de serem presença e responderem às exigências da missão.

Nesse tempo, com as águas em baixa, há dificuldade de mobilização em embarcações para presença nas Comunidades Ribeirinhas, que ficam isoladas.

O mês de setembro foi o meu tempo de experiência nessa terra abençoada; Mês da Bíblia, uma rica oportunidade de refletir a Palavra de Deus. Neste ano a Primeira Carta de João, com o tema: “Para que nele nossos povos tenham vida” e o lema: “Amemos porque Ele nos amou primeiro”.

Tive possibilidade de me encontrar com grupos como: Terceira Idade, Terço dos Homens, Jovens que se preparam para o sacramento da Crisma etc.

Grupo animado, o da Terceira Idade! Participa da reflexão e partilha sua experiência. Gente alegre, cheia de vida e festeira. Passeiam, festejam e na dança, dão show. Celebram a vida, mesmo enfrentando as dificuldades da caminhada. E a gente, que vai a uma turma assim, para refletir a Primeira Carta de João, “amemos porque Ele nos amou primeiro”, percebe que esse amor é vivenciado por aquela gente feliz. 

Outro grupo, que me chamou a atenção foi o do Terço dos Homens. Bonito sentir que depois de um dia de trabalho e de luta, lá estão eles reunidos para louvar a Mãe de Jesus. Com que entusiasmo e prontidão marcam presença nessa devoção a Maria! Com eles refletimos também a Primeira Carta de João. E que acolhida à Palavra de Deus!

Aos domingos o encontro com os crismandos. Vinte e cinco jovens, que se preparam para acolher a unção do Espírito Santo no Sacramento e o Envio à missão.

No dia 24, em Tefé, participamos com o povo de Deus da Celebração de Envio de D. Fernando, bispo da Prelazia, ao Sínodo da Amazônia. Ali, a marca da presença missionária dos Religiosos Espiritanos.

O setembro se foi e o meu tempo no Amazonas também. Porém, voltei enriquecida com a experiência. E agradecida: às Irmãs de minha Comunidade, às Irmãs, que me acolheram e me ofereceram espaço para essa experiência; a Deus, por este presente, por esta graça!  

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS