Destaques Atualidade
13/11/2021 Arquidiocese BH Edição 3942 Dia Mundial dos Pobres: Catedral Cristo Rei serve almoço a pessoas com trajetória de rua
F/ Pixabay
"Criado pelo Papa Francisco e sempre celebrado no domingo que antecede à Festa de Cristo Rei, a 5ª edição do Dia Mundial do Pobre será vivida no próximo 14 de novembro. A celebração convida os fiéis à solidariedade, não somente na data instituída pela Igreja, mas durante todo o ano. "

O arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo vai partilhar um almoço com pessoas amparadas pela Pastoral de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte, neste sábado, dia 13, a partir das 10h da manhã, dentro da programação pelo Dia Mundial dos Pobres. O encontro será na Catedral Cristo Rei e começará com a apresentação de uma charanga, para alegrar todos os participantes. Será vivido um momento de oração e, em seguida, haverá a partilha do almoço.

Neste mesmo dia, refeições serão preparadas na Catedral Cristo Rei dentro da ação “Dai-lhes vós mesmos de comer”, para serem distribuídas às famílias de comunidades pobres que residem nas proximidades da Catedral, no Vetor Norte de Belo Horizonte. Um veículo levará as marmitas a um centro social no bairro Tupi, responsável pela partilha dos alimentos com as famílias cadastradas.

A programação na Catedral Cristo Rei continua no domingo, quando representantes de famílias amparadas pela Arquidiocese de Belo Horizonte e líderes de vilas e favelas vão se reunir para a celebração da Missa, às 10h30, presidida por dom Walmor. Em seguida, todos partilham um almoço na Catedral.

Convocação do Dia Mundial do Pobre

Criado pelo Papa Francisco e sempre celebrado no domingo que antecede à Festa de Cristo Rei, a 5ª edição do Dia Mundial do Pobre será vivida no próximo 14 de novembro. A celebração convida os fiéis à solidariedade, não somente na data instituída pela Igreja, mas durante todo o ano.  Neste tempo de pandemia da COVID-19, com seus desdobramentos econômicos, aproximadamente 7.000 famílias estão recebendo amparo da Arquidiocese de Belo Horizonte, com doações de cestas básicas, refeições, kits de higiene, fraldas geriátricas, auxílio jurídico, psicológico e muitos outros serviços. Mas a dificuldade deste tempo também traz impactos para as doações. A Acolhida Solidária Dom Luciano Mendes de Almeida, instituição da Arquidiocese de Belo Horizonte responsável por oferecer o primeiro acolhimento a quem precisa de ajuda, identificou uma redução de 40% no volume de doações.

Onde ajudar

Solidariedade em Rede: https://arquidiocesebh.org.br/noticias/solidariedade-em-rede-paroquias-da-arquidiocese-unidas-para-amparar-os-mais-pobres/

Leia também:
Bispos, CEAMA e REPAM à COP26
O que é sínodo sobre a sinodalidade

Alternativas a uma economia que mata

É urgente uma mudança de cultura ambiental

Menos armas, mais comida

Aliança de redes eclesiais - COP 26

Violência como forma de governo

Sinodalidade: rosto de uma Igreja comunhão

Precisamos recuperar o sopro do Espírito

Dois anos do Sínodo Amazônico

Papa: "O Espírito muda o coração..."

Encontro da Rede CLAMOR

Papa nomeia Pe. Joel Bispo auxiliar de BH

Dia Nacional do Leigo 2021

Que o sonho de Deus brilhe para nós

MOBON, a busca da animação bíblica

Acesse este link para entrar nosso grupo do WhatsApp: Revista O Lutador Você receberá as novas postagens da Revista O Lutador em primeira mão.  

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS