Variedades Extras
13/05/2019 Constituições SDN Edição 3912 Dia 13 de maio - Dia dos Sacramentinos Nossa espiritualidade é missionário-eucarístico-mariana.
F/ Arquivo SDN
"Neste dia dos sacramentinos, um pouco de nossa espiritualidade Eucaristico-Mariana"

 

Ela é inspirada e alimentada no seguimento de Jesus Cristo, o missionário do Pai, e na contemplação de seu mistério eucarístico, à imitação de Maria. A eucaristia, centro e ápice de nossa Vida Religiosa, foco e fonte inspiradora de nossas atividades missionárias, leva-nos a visibilizar entre os homens os seus frutos: partilha, fraternidade, vida missionária, organização do povo. Maria, Mãe do Redentor e da Igreja, está intimamente unida ao mistério missionário do Cristo Eucarístico que realiza, hoje e sempre, na Igreja, sua missão salvadora; ela é para nós inspiradora de vida missionária, ensinando-nos a contemplação, a escuta da Palavra de Deus e a presença atenta às necessidades do povo. (Cf Jo 2, 1-11.)

A Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora, por ser eucarística, aspira a ser uma fraternidade: “somos um só corpo os que participamos de um mesmo pão”. (1Cor 10, 17.) Entre nós não pode haver classes, divisões, discriminações. Enquanto religiosos e sacramen­tinos, somos todos irmãos.

As fontes em que nossa Congregação deseja inspirar-se: a vida evangélica de Jesus e dos apóstolos; a inspiração missionária do Pe. Júlio Maria, haurida na contemplação do mistério da Eucaristia e de Maria e na fidelidade à Igreja; as necessidades reais do povo, que exigem uma permanente renovação da Congregação, dentro da fidelidade ao “patrimônio”. (Cf CDC 631, § 1 e CDC 578.) Deste modo o Pai renova em nós o dom do Espírito (carisma) dado ao Fundador, esperando que o mantenhamos vivo e capaz de impulsionar nossa ação na Igreja e no mundo. (Constituições nº 6,7,8)

A EUCARISTIA, memorial de nossa redenção, é fonte e ápice, força e inspiração de nossa vida missionário-sacramentina, é o cerne de nossa oração pessoal e comunitária. Ela nutre a nossa vida fraterno-apostólica e nos impele para a missão junto dos homens a fim de construirmos, com eles, um mundo segundo os critérios do Reino. Na medida do possível, todos participarão, cada dia, do Sacrifício Eucarístico, recebendo o Corpo do Senhor. (Cf CDC 663, § 2.)

MARIA, Mãe de Jesus, que invocamos sob o título de “Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento”, é nossa mestra de vida espiritual e o grande modelo de contemplação eucarística e do cumprimento das exigências eucarísticas no mundo. Ela é a “Virgem que sabe ouvir e acolher a Palavra de Deus, a Virgem dada à oração, a Virgem oferente...” (Marialis Cultus, Paulo VI, nos 17-20.) Con­templamos seu SIM sem reservas a Deus, sua solicitude pelos necessitados, sua fidelidade até à cruz, sua alegria pelas maravilhas operadas pelo Senhor, sua presença junto aos discípulos: “Perseveravam unânimes na oração, com Maria, a mãe de Jesus.” (At 1, 14.) Ela é para nós a Senhora da Eucaristia, a Rainha dos Missionários. Dedicamos a Maria um particular  amor e nos esforçaremos por promover entre o povo uma autêntica devoção mariana, conforme as orientações da Igreja. Recitaremos o Terço e celebraremos com especial fervor as festas de Nossa Senhora.

 PADRE JÚLIO MARIA viveu intensamente a oração do apóstolo, haurida no mistério eucarístico. Ele queria que a vida de seus filhos fosse uma “contemplação eucarística contínua... e uma luta firme e persistente para o triunfo dos interesses eucarísticos”. (Formulário de Orações, ano 1935, 2ª ed., pág. 17.) Contemplativos na ação, conforme o desejo do Fundador, nossa vocação é  testemunhar, por todos os meios, o mistério de Cristo, cujo resumo é a Eucaristia. (Constituições nº 60-62)

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS