Formação Leigos
11/01/2022 Marilza J L Schuina Edição 3944 Comunidades em todo o Brasil se preparam para o 15º INTERECLESIAL Materiais e intrumentos para a animação das CEBs rumo ao Intereclesial de Rondonópolis-MT
F/ Diocese de Rondonópolis
"O 15º Intereclesial será a continuidade dos catorze encontros intereclesiais anteriores, com seus aprendizados, suas marcas, seu grito histórico por justiça social, mesmo em meio às contestações e críticas..."

"Fiéis a Jesus Cristo, ao Evangelho, à Igreja, e a partir de Jesus Cristo, nesta caminhada, tanto a realização do Intereclesial, bem como as ações após 2023 devem ter a marca da partilha, da celebração, da troca de experiência, da avaliação, do respeito às diferenças, da tolerância, da interação com o outro, do exercício do ecumenismo e do diálogo inter-religioso, da vivência da igualdade, da abertura para aprender com o outro, a outra, aprender do atual momento histórico da humanidade” (Marco Referencial para o 15º Intereclesial, pág. 28).

“O processo de preparação do 15º Intereclesial quer estar atento às marcas de nosso tempo para “conhecer a realidade à sua volta e nela mergulhar com olhar da fé, em atitude de discernimento (...). A comunidade se aviva quando se torna lugar gostoso de participação pela forma de acolhimento, de partilha, de respeito pelo diferente, pela mútua ajuda. Daí a importância de implementar nas nossas comunidades de base, a cultura do encontro” (Marco Referencial para o 15º Intereclesial, pág. 29), do caminhar juntos e juntas.

O Marco Referencial, primeiro instrumento produzido, para que toda a Igreja no Brasil conheça um pouco da realidade da Igreja Diocesana de Rondonópolis-Guiratinga, da realidade do Mato Grosso, bem como do processo inicial de preparação para a realização do Intereclesial. Um processo em permanente construção. Acesse em: https://cebsdobrasil.com.br/marco-referencial-para-o-15o-intereclesial-das-comundades-eclesias-de-base/

Outra importante produção são as Cartas às Comunidades (acesse em: https://cebsdobrasil.com.br/category/15o-intereclesial/carta-as-comunidades/ ) . Já são dez as cartas publicadas, para serem divulgadas, lidas e refletidas pelas nossas comunidades. Um jeito simples de chegar ao coração do povo, conversando sobre temas importantes paras comunidades, como mulheres e juventudes nas CEBs, ecumenismo, tema e lema do Intereclesial, ação missionária, CEBs em tempos de COVID-19, mensagens de alegrias e esperanças em nosso tempo. Este ano mais 03 cartas serão produzidas e em 2023 mais duas, totalizando 15 cartas às comunidades.

Nesse processo, uma cartilha que veio para ficar (https://cebsdobrasil.com.br/cartilha-cebs-caminhando-com-jesus-de-nazare/ ). Instrumento importante que serve para ajudar na reflexão sobre a identidade das Comunidades Eclesiais de Base. “Esta cartilha serve para nos explicar melhor o que é uma comunidade eclesial de base, por que a gente precisa se reunir em comunidade e para que e como podemos cumprir a missão que nos foi dada por Deus”. Para divulga-la, além de ter sido impressa e enviada a todo o Brasil, uma caravana formativa foi organizada e o trem das CEBs vai passando de região em região, transportando alegrias, experiências e esperanças no caminhar das comunidades com reflexão, canto, poesia.

Um Guia Informativo sobre o 15º (https://cebsdobrasil.com.br/guia-informativo-sobre-o-15o-intereclesial-das-cebs/ ) foi também produzido com o objetivo de “trazer informações de como a própria Diocese está vivenciando este processo de preparação para o 15º Intereclesial. De forma sucinta, apresenta relatos da história da Igreja”, (...) e “um breve histórico das CEBs na Diocese de Rondonópolis-Guiratinga e como ela foi se estruturando frente aos Planejamentos Pastorais e as Assembleias Diocesanas”.

Uma nova cartilha está disponível no site (https://cebsdobrasil.com.br/comunidades-eclesiais-de-base-e-a-sinodalidade-caminhar-juntos/ ). Ela foi elaborada pela articulação continental das CEBs e traduzida e adaptada para as CEBs do Brasil na perspectiva de contribuir na reflexão sobre “o conceito e a prática da sinodalidade”, ou seja, “seu objetivo é ajudar as CEBs a refletir e dialogar sobre a prática sinodal, reconhecer os pontos que a reforçam, assim como os obstáculos que as limitam”. Em nossos grupos de reflexão, nas comunidades,  vamos tomar nota dos temas e das respostas dos participantes e enviar as contribuições para a Articulação Continental, no email: cebcontinental@gmail.com, um jeito de contribuirmos com a realização do Sínodo 2023, “Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”. Vale a pena imprimir!

Muitos outros materiais ainda vão chegar para contribuir com a caminhada, entre eles o texto-base, um instrumento a mais neste processo de animação da vida das comunidades e de sua preparação para a realização do 15º Intereclesial, rumo a “Uma Igreja em Saída na busca da vida plena para todos e todas”.

Leia também:
6. Uma conversão ecológica
5. Uma nova espiritualidade

4. Uma nova visão de nós mesmos

3. Uma nova visão do mundo

2. Adotar uma nova Cosmologia

1. Superar o ambientalismo

Nasce a
 fundação Sacalabriniana
As mulheres na Igreja e o diaconato feminino
Reconstruir a vida e a sociedade com saúde para todos

Para a Paz em 2022

Sinodalidade e Missão da Igreja

Espírito Renovado

22 missinários mortos em 2021

Solidariedade aos atingidos pelas enchentes

Senso Moral na pós-verdade

Jesus x Papai Noel: uma reflexão necessária

Desmond Tuto: um grade guerreiro da justiça

Sexualidade e amor conjugalIncômoda mensagem de natal
Bendito o fruto do teu ventre...

Ecos e perspectivas da Assembleia Eclesial

Os gritos dos excluídos, porque incomodam...

A dor do suicídio

Enfrentamento ao tráfico humano

Assembleia Eclesial, grande avanço

Acesse este link para entrar nosso grupo do WhatsApp: Revista O Lutador Você receberá as novas postagens da Revista O Lutador em primeira mão.

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS