Destaques Editorial
04/04/2020 Denilson Mariano da Silva Edição 3923 Centenário de um pastor  
F/ Arquivo SDN
"Que a celebração da Páscoa, da vida que vence a morte, nos confirme no serviço à vida, à esperança. "

 

“Ainda será jovem quem chegar aos cem anos” (Is 65,20). Não obstante o peso da idade, Dom Miranda conserva ares de jovialidade e de bom humor no alto do seu bem vivido centenário que celebramos neste 14 de abril. Rendemos graças a Deus por sua vida dedicada a serviço da Igreja no ministério de pastoreio como fiel, sacerdote e bispo em várias paróquias e dioceses.

Nós, Sacramentinos de Nossa Senhora, nos alegramos com a longevidade de nosso irmão, memória viva de nosso fundador o Servo de Deus, Pe. Júlio Maria De Lombaerde, ao qual sempre se reportou com ênfase e elogios por sua trajetória de vida, luta e santidade. Memória viva também de muitos acontecimentos na vida nossa ainda jovem congregação com suas virtudes missionárias, bem como suas fragilidades ao longo dos anos, mas sempre perseguindo o ideal de servir a Cristo e a Igreja.

Ao celebrarmos um centenário, reacende a esperança no aumento da estimativa de vida em nosso país. Ainda mais, quando muitos são ameaçados pela fome, miséria, violência no trânsito e violência armada, pela falta de medicamentos, pela dificuldade para o acesso ao tratamento da saúde, pelo avanço de doenças que já tínhamos controlado como o sarampo, a rubéola e a sífilis... Vida ameaçada pela doenças transmitidas pelo aedes aegypti como dengue, zika vírus e chikungunya e, mais recentemente, a ameça do corona vírus... Esse quadro acende o alerta de que é preciso reforçar o nosso cuidado com a vida humana e com a vida no planeta, pois nosso destino é comum.

E, se nosso destino é comum, quanto mais nos esforçamos pela defesa e preservação da vida, mais nos aproximamos do sonho bíblico de ser jovem aos cem anos. Não é sem motivo que a Campanha da Fraternidade 2020 nos recorda que a vida é dom e compromisso e que nossa missão é “ver, compadecer, cuidar”. Jesus, o bom pastor, é o cuidador das ovelhas, sobretudo das feridas e desgarradas. Neste cuidado, Ele vai ao extremo de dar a sua vida para que todos tenham vida e a tenham em abundância (cf. Jo 10,10).

Bendizemos a Deus por todos aqueles(as) que seguindo de perto o Senhor, também doam, empenham sua vida a proteger, defender e cuidar dos mais frágeis e sofredores. Pessoas comprometidas que se desdobram a serviço da vida, da justiça e da fraternidade. Em tempos de muita intolerância, injustiças e violência, os defensores da vida e dos humanos direitos sofrem mais... Porém, a fidelidade ao projeto do Reino assegura a perseverança na busca da justiça e da equidade para todos. Neste caminho seguiram os Santos: Oscar Romero, Irmã Dulce dos Pobres e Tereza de Calcutá, também os profetas, Hélder Câmara, Aloísio Lorscheider e Luciano Mendes de Almeida, e ainda o seguem: Papa Francisco, Pedro Casaldáliga e Erwin Kräutler, entre outros e outras...

Que a celebração da Páscoa, da vida que vence a morte, nos confirme no serviço à vida, à esperança. Que o centenário de Dom Affonso Miranda nos anime a seguir adiante sendo luz, sal e fermento na Igreja e na sociedade, conscientes de que “sempre e tempo de fazer o bem” e de que o bom pastor dá vida por seu povo. Nisto está o sentido maior de sua vida e missão e o sentido de celebrar o centenário de um pastor.

 

Denilson Mariano

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS