Variedades ADCE
17/06/2020 Maria Flávia Máximo Edição 3925 A Solidariedade como salvação à crise humana global
F/ ADCE
"A cada dia que se passa, percebemos que por meio do avanço científico-tecnológico da modernidade, aumentamos a velocidade da comunicação"

A Solidariedade como salvação à crise humana global

Maria Flávia Máximo presidente da Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa de Minas Gerais (ADCE-MG)

 No dia 19 de março de 2020, o Secretário Geral das Nações Unidas disse que estamos enfrentando uma crise de saúde global diferente de qualquer história dos 75 anos das Nações Unidas. “Uma crise que está espalhando o sofrimento humano, infectando a economia global e melhorando a vida das pessoas”. António Guterres destacou se tratar de uma crise humana que exige solidariedade.

A palavra solidariedade vem do francês solidarité que quer dizer “responsabilidade mútua”. Vivemos em sociedade e - independentemente de cor, gênero, classe social, naturalidade, credo (entre outras dicotomias sociais) - somos responsáveis uns pelos outros, pois a ação do outro em mim reflete. E isso, não apenas por causa do que resta comprovado por uma das principais Leis da física, ação e reação, mas também, e principalmente, por sermos seres interdependentes sociais.

A crise é humana, e é global! O renomado autor e jurista Paulo Silva Fernandes escreveu que “em termos rigorosos e enquanto fenômeno de aproximação e/ou de intensificação de culturas e povos”, o processo de globalização tem-se desenvolvido desde há vários séculos, notadamente, desde a época das Grandes Navegações.

Isso é verdade, a conexão entre os povos vem de muito antes da Modernidade, desde as grandes navegações. Mas também é verdade que nunca se atingiu tão rapidamente o outro extremo do oceano como na Era Moderna.

A cada dia que se passa, percebemos que por meio do avanço científico-tecnológico da modernidade, aumentamos a velocidade da comunicação, a troca de conhecimento e de mercadorias; o mundo descobre novas formas de sobrevivência, novos equipamentos de trabalho, o prolongamento da raça humana, novos produtos e novas riquezas.

Negar o fenômeno da Globalização é se colocar praticamente em um processo de exclusão social, sem citar aqui a globalização social hiperconectada obtida graças à internet. Pior ainda, quando este processo de exclusão é imposto por ditaduras, pobreza econômica, desprovimento educacional, ou qualquer outra questão.

Ocorre que, enquanto muito se falou na globalização, pouco se pensou na responsabilidade mútua advinda com tal fenômeno. E, hoje, ao depararmos com a ameaça de uma vida diminuta, de um vírus à toda humanidade de forma global, pensadores começam a alertar quanto à necessidade do cuidado ao próximo sob pena do próprio fim.

A verdade e o caminho são sempre encontrados no Evangelho, e lições de solidariedade são inúmeras na Palavra, de diferentes maneiras, mas que, comumente, foram esquecidas por nós.

Assim, neste momento de vulnerabilidade da humanidade, recorremos à Bíblia que nos ensina a solidariedade como Responsabilidade em Dt 15,11"Visto que nunca faltarão pobres na terra em que moras, eu te ordeno: abre tua mão para teu irmão, teu necessitado, teu pobre, em tua terra"; e como Salvação em Sl 41(40) 1-3 “[Ao mestre do coro. Salmo de Davi.] 2.Feliz, quem pensa no indigente: no dia da desgraça, o Senhor o livrará. 3.O Senhor o guardará e lhe preservará a vida, há de fazê-lo feliz na terra e não o entregará à fúria de seus inimigos."

Que sejamos solidários, e acolhamos nossos irmãos.

Leia também:

Pela primeira vez, ADCE-MG é presidida por uma mulher
O 8º Prêmio ADCE Minas
Conselho de Ética foi  tema de almoço-palestra da ADCE Minas Gerai
ADCE recondução da Diretoria Executiva

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS