Roteiros Pastorais Homilética
20/12/2019 Dom Emanuel Messias de Oliveira Edição 3917 4ª Domingo do Advento - 22/12/2019 Vem chegando o Senhor
F/ centerblog
"Jesus significa Deus salva, quer dizer: a missão de Jesus é a salvação dos homens. "

Leituras: Is 7,10-14; Rm 1,1-7; Mt 1,18-24

 A Virgem conceberá. No tempo da guerra siro-efraimita (ano 734 a.C.), quem reina sobre Judá é Acaz. Síria e Israel cercam Jerusalém. A finalidade era acabar com a dinastia davídica, anulando as promessas de Deus a Davi, colocando no reino de Judá um rei estrangeiro.

Na verdade, em 2Sm 7,12-16, Deus havia prometido a Davi que nunca lhe faltaria um descendente no trono. O povo está em situação difícil. Sua fé está em jogo, mas o rei Acaz se preocupa com o poder e, para garanti-lo, já havia pedido socorro à Assíria (cf. 2Rs 16,7).

Por sua absoluta falta de confiança em Javé, Acaz é reprovado pelo profeta Isaías ao trocar Javé pela força dos cavalos. É uma idolatria. Aliás, esse rei já foi capaz de sacrificar seu filho único aos ídolos (cf. 2Rs 16,3).

Javé manda Seu profeta desafiar o rei para mostrar-lhe Seu poder e proteção. Ele pode pedir qualquer sinal. Hipocritamente, Acaz responde que não quer sinal nenhum, pois não quer tentar a Javé. Na verdade, ele já havia trocado a força de Javé pela força do exército assírio.

Eis o sinal da fidelidade de Deus a Suas promessas: "A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel". A jovem é a esposa do rei. O grande sinal de Deus é uma criança - Ezequias - o filho de Acaz. Ele subirá ao trono e será esperança para o povo.

Rompendo as barreiras do tempo e usando a Bíblia grega - a Septuaginta -, onde o termo "jovem" (no hebraico) foi traduzido para o grego pela palavra "virgem", o Novo Testamento vê a profecia do Emanuel realizar-se plenamente em Jesus, o verdadeiro Messias, que realiza as esperanças do povo.

 A missão de Paulo. Paulo é apóstolo sem ter conhecido Jesus pessoalmente, ou seja, sem pertencer ao grupo dos 12. Seu chamado ao apostolado foi de uma maneira miraculosa a caminho de Damasco, escolhido para anunciar o evangelho aos pagãos.

Sua missão é o anúncio dessa Boa Notícia, antes prometida aos profetas. Ela se refere a Jesus, ao Filho de Deus. Como homem, ele nasceu da família de Deus. Segundo o Espírito Santo, foi constituído Filho de Deus com poder, através da ressurreição dos mortos.

O centro do seu Evangelho é, portanto, Jesus Cristo, sua pregação, morte e ressurreição. Através dele, Paulo foi chamado ao apostolado com uma finalidade específica: conduzir todos os povos pagãos à obediência da fé, para a glória do nome de Jesus. Com isto Paulo já quer antecipar sua tese central que a salvação se dá através da fé em Jesus Cristo e não através das obras da Lei (cf. 1,16-17).

 A origem de Jesus. Maria fica grávida pela ação do Espírito Santo. Em Mt 1,1, fica já claro que Jesus é descendente de Abraão e de Davi, para mostrar a continuidade da história do povo de Deus, como Deus realiza Suas promessas.

Se falamos de continuidade, podemos ao mesmo tempo falar de novidade. É o Filho de Deus que vai nascer entre os homens. Além disso, a gravidez de Maria acontece sem o concurso humano. Dá-se pela ação do Espírito Santo. São dois fatos absolutamente novos, só aceitos na fé.

Entre os judeus havia duas etapas no casamento. A primeira era o contrato: durava um ano. Era só na segunda etapa que se podia conviver sob o mesmo teto. Maria encontra-se grávida nesta primeira etapa.

Uma "noiva" grávida poderia ser denunciada pelo noivo e apedrejada. José era justo e escolheu a solução melhor: abandonar Maria secretamente sem a denunciar. Assim ninguém a prejudicaria. Mas talvez José quisesse retirar-se exatamente porque teria intuído a irrupção do mistério de Deus na vida de Maria, muito superior ao matrimônio que ele desejava contrair.

Aí, ele se curva diante do Onipotente, retirando-se, exatamente porque um homem justo não oferece resistência à força do Altíssimo. Mas o anjo intervém e esclarece o profundo mistério do plano de Deus. O Espírito Santo de Deus está agindo em Maria. Ela dará à luz um filho e José tem a incumbência de lhe dar o nome de Jesus. O v. 24 afirma que José recebeu Maria em sua casa.

O nome de Jesus indica sua missão. Jesus significa Deus salva, quer dizer: a missão de Jesus é a salvação dos homens. O v. 21 diz claramente: "Ele vai salvar o seu povo dos seus pecados". Mateus termina mostrando que em Jesus se realiza, em plenitude, a profecia de Is 7,14: "A Virgem conceberá e dará à luz um filho. E será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco". Emanuel não é propriamente o nome de Jesus, mas indica o sentido da sua vida: a presença de Deus no meio de nós.

 

Leituras da semana

dia 23: Ml 3,1-4.23-24; Sl 24[25],4-5ab.8-9.10.14; Lc 1,57-66

dia 24: 2Sm 7,1-5.8b-12.14a.16; Sl 88[89],2-3,4-5.27.29; Lc 1,67-79

dia 25: Is 9,1-6; Sl 95[96],1-2a.2b-3.11-12.13; Tt 2,11-14; Lc 2,1-14

dia 26: At 6,8-10; 7,54-59; Sl 30[31],3cd-4.6 e 8ab.16bc.17; Mt 10,17-22

dia 27: 1Jo 1,1-4; Sl 96[97],1-2.5-6.11-12; Jo 20,2-8

dia 28: 1Jo 1,5 – 2,2; Sl 123[124],2-3.4-5.7b-8; Mt 2,13-18

 

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS