Roteiros Pastorais Leitura Orante
20/01/2020 Denilson Mariano da Silva Edição 3919 “O tempo está próximo...” (Lc 21,8b).
F/ Pinterest
"Não fiquem apavorados quando ouvirem falar de guerras, terremotos e revoluções."
  1. Situando o texto.

Jesus nos mostra que Deus não pode ser manipulado. O “tribunal” de Deus é para todos. Não traz favorecimentos para uns e deixa outros de fora. O julgamento é para a terra inteira. Mas somos chamados a estar atentos e caminhar perseverantes e firmes na fé, pois em Deus, justiça e misericórdia andam juntas e não são contrárias uma à outra. Deus é justo sendo misericordioso e é misericordioso sendo justo. Vamos ouvir o que o Senhor vem nos falar..

Cantando: Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça. / E tudo mais vos será acrescentado. Aleluia! Aleluia.

 

  1. O que o texto diz em si.

Ler na Bíblia: Lucas 21,5-19

Chave de Leitura

  1. O que Jesus fala a respeito do Templo?
  2. O que eles perguntam a Jesus?
  3. O que Jesus fala a respeito do fim?
  4. O que Jesus quer dizer para nós hoje com: “Cuidado para não serdes enganados.”

 

  1. O que o texto diz para nós.

- O texto nos fala de perseguições e sofrimentos das comunidades daquele tempo. Elas fazem parte do caminho de todos aqueles que se propõem ser fiéis discípulos de Jesus. Com uma linguagem semelhante ao livro do Apocalipse, indica tempos difíceis, de perseguição. Ao falar das catástrofes, elas que não devem ser tomadas ao pé da letra. A finalidade da linguagem apocalíptica é animar e fortalecer a resistência dos que são perseguidos. Em meio às dificuldades e perseguições, é preciso ter firmeza na caminhada para continuar dando testemunho e reafirmando a fé.

Cantando: Confiai, confiai não sabeis, qual o dia ou hora. Está perto a Salvação. Eis que vem o Senhor em sua glória. (bis)

- Jesus diz: ‘Não fiquem apavorados quando ouvirem falar de guerras, terremotos e revoluções. É preciso que estas coisas aconteçam, mas não será logo o fim, pois o dia e a hora não serão conhecidos’. Não podemos esquecer que Deus é sempre justo e misericordioso. A justiça divina não se assemelha à dos homens. Somos chamados a estar atentos e vigilantes aos sinais dos tempos e interpretá-los à luz do evangelho. Nesses momentos, firmes na espera da verdade plena, estaremos testemunhando a nossa fé. É neste espírito que devemos viver este tempo do Advento, tempo de alegria na certeza de que o Senhor vem, com amor, ao nosso encontro.

Cantando: Confiai, confiai não sabeis, qual o dia ou hora. Está perto a Salvação. Eis que vem o Senhor em sua glória. (bis)

 

  1. O que o texto nos faz dizer a Deus?
  2. Senhor, abençoai o seu povo que enfrenta todas as tribulações do caminho, ao se colocar em busca da salvação, da paz e da justiça, nós vos pedimos:

Todos: Senhor, fazei de nós profetas da Esperança.

  1. Senhor, dai-nos a sabedoria de discernir os sinais dos tempos e continuar perseverantes na fé, nós vos pedimos:

(Outras preces espontâneas)

 

  1. O que o texto nos sugere para nossos dias?

O que podemos fazer, concretamente, para devolver a alegria e a esperança aos mais sofridos?

 

  1. Tarefa Concreta

Participar das celebrações do Natal e Ano Novo em sua paróquia ou comunidade.

 

Encerramento: Bênção Irlandesa

Que o caminho seja brando a seus pés, / O vento sopre leve em teus ombros. / Que o sol brilhe cálido sobre tua face, / As chuvas caiam serenas em teus campos. / E até que eu de novo te veja, / Que Deus te guarde na palma de sua mão! Renova Senhor a cada dia, a alegria de te servir e fazer o que é agradável a TI. Todos: Amém!

 

(Baseado em um texto da Neuza, Arquidiocese de BH)

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS