Formação Juventude
24/07/2019 Frt. Dione Afonso Edição 3914 “Christus Vivit”: Cristo vive e n`Ele somos “o agora de Deus”!
f/ desdelafemx
"É preciso apontar caminhos seguros e pautados na ética cristã e nos valores do ser humano para que sejam eficazes não só na evangelização, mas na proteção e garantia de dignidade humana aos nossos jovens. "

 

Frt. Dione Afonso, SDN*

 

A 57ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil foi de caráter eletivo no qual Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte-MG, foi eleito Presidente da CNBB para o próximo quadriênio 2019-2022. Junto com Dom Walmor celebramos esse tempo de graça em que as Comissões Pastorais também elegeram seus novos representantes e aqui, na alegria do Ressuscitado queremos acolher o Bispo Referencial da Juventude, Dom Nelson Francelino Ferreira, Bispo de Valença-RJ e o Bispo Referencial da Comunicação Social, Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, Bispo Auxiliar de Belo Horizonte-MG.

 

Da escuta ao discernimento

Vamos dar continuidade à caminhada daqueles dois jovens de Emaús [é importante retomar o artigo da edição anterior]. Depois da grande motivação de ir à Jerusalém afim de conhecer Jesus. Eles experimentam lá um acontecimento que os frustra profundamente: Jesus foi morto crucificado! E, mesmo com o relato de algumas mulheres e com a comprovação de outros discípulos que foram até o túmulo e encontraram tudo como elas contaram, “ninguém viu Jesus” [cf. Lc 24,24].

Quantos jovens de nossas cidades e bairros também não experimentam a frustração de não encontrar em nossas comunidades Aquele a quem antes sentiram grande desejo e alegria de ir encontra-lo? “Hoje nós, adultos, – diz o papa – corremos o risco de fazer uma lista de desastres, de defeitos da juventude atual. Alguns poderão aplaudir-nos, porque parecemos especialistas em encontrar aspectos negativos e perigos. Mas, qual seria o resultado deste comportamento? Uma distância sempre maior, menos proximidade, menos ajuda mútua” [CV, 66].

E, depois da escuta e proximidade, o segundo passo, à luz de Emaús, é a escuta e o discernimento. Somos convidados a “encontrar a pequena chama que ‘continua a arder os corações entristecidos’ [cf. Lc 24,32]. Precisamos discernir novos caminhos onde outros só veem muros. É saber reconhecer possibilidades onde outros só veem perigos. Assim é o olhar de Deus Pai, capaz de valorizar e nutrir a boa semente lançada no coração dos jovens. Por isso, o coração de cada jovem deve ser considerado ‘terra santa’, diante da qual nós devemos ‘descalçar’ para poder aproximar-nos e penetrar no Mistério” [CV, 67].

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(F/ Michel SDN)

A Igreja é chamada a discernir

O discernimento “expresso nas palavras de Maria: ‘como acontecerá isso?’, revela um processo não de dúvida, sua pergunta não é uma falta de fé, mas expressa seu próprio desejo de descobrir todas as ‘surpresas’ de Deus. Nela há disposição em acolher todas as exigências do projeto de Deus sobre sua vida, em conhece-lo em todas as suas facetas para fazer mais responsável e mais completa sua própria colaboração”.

O papa Francisco nos alerta que é preciso olhar com tristeza para tantos jovens que, diferente dos jovens de Emaús, não conseguem traçar um caminho de volta, “sem ninguém que os instrua e os faça acreditar na Palavra” [cf. Lc 24, 25]. Olhamos “com tristeza, para muitos jovens que vivem em contextos de guerra e padecem a violência numa variedade incontável de formas: raptos, extorsões, criminalidade organizada, tráfico de seres humanos, escravidão e exploração sexual, estupros, guerra, etc. Outros jovens, por causa da sua fé, têm dificuldade em encontrar um lugar nas suas sociedades e sofrem vários tipos de perseguição, que vai até à morte. Numerosos são os jovens que, por constrangimento ou falta de alternativas, vivem perpetrando crimes e violências: crianças-soldado, gangues armados e criminosos, tráfico de droga, terrorismo, etc. Esta violência destroça muitas vidas jovens” [CV, 72].

É preciso apontar caminhos seguros e pautados na ética cristã e nos valores do ser humano para que sejam eficazes não só na evangelização, mas na proteção e garantia de dignidade humana aos nossos jovens. Precisamos compreender que a juventude “não é algo que se possa analisar de forma abstrata. Na realidade, a juventude não existe; o que há são jovens com as suas vidas concretas. No mundo atual, cheio de progresso, muitas destas vidas estão sujeitas ao sofrimento e à manipulação” [CV, 71].

 

Semente: um caderno para jovens

Jovens, “vós sois o agora de Deus, são o presente” [CV, 64]. E isso significa que vocês estão aqui, neste mundo e é agora o tempo de vocês. Não se trata de viver a ideologia do Carpe Diem, de viver o momento e esquecer-se do amanhã, não. Trata-se de compreender e de perceber que vocês estão aqui, junto de nós, prontos, agora, preparados para trabalhar e provocar o mundo para uma mudança capaz de marcar as suas trajetórias de vida e de santidade.

E é pensando em vocês, em seus anseios, em suas buscas que a Revista O Lutador oferece a partir dessa edição um encarte especial: o Caderno Semente. Organizado pela Órgão da Pastoral Vocacional Sacramentina, o Semente é um material todo pra vocês, criado e preparado por vocês. É o jovem que evangeliza e compreende o jovem. É o jovem que fala, interpela e provoca o adulto. É o jovem que provoca e questiona a Igreja. É o jovem. Ao recebe-lo não deixe de compartilha-lo em seu grupo de amigos, nas rodas de conversas na pracinha, na escola, nos grupos de jovens, nos encontros de oração e de espiritualidade. Que o Caderno Semente seja uma ferramenta capaz de chegar até os vossos corações e de ajudar a discernir os vossos sonhos para o futuro.

Não se esqueçam de nos contar como que foi a experiência do novo Semente em vossas mãos. Nós contamos com vocês!

 

Para rezar e discutir em grupo:

  1. Em nossos grupos de amigos, existem jovens que sofrem algumas dessas dores que o papa apontou? Como nosso grupo pode contribuir para ajudar nossos jovens a superar essas situações desumanas?

 

 

* Graduando em Jornalismo pela PUC-Minas / dafonsohp@outlook.com

Compartilhe este artigo:
Nome:
E-mail:
E-mail do amigo:
DEIXE UM COMENTÁRIO
TAGS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS