0800 940 2377 - (31) 3490 3100 - (31) 3439 8000 assinaturas@olutador.org.br
A tentação da Igreja Participação ativa Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as) Chamados para uma missão Comitê de Bacia investe em saneamento

A tentação da Igreja

Carlos Scheid

Uma rápida varredura na História da Igreja permite identificar a tentação permanente que ronda o “pessoal da Igreja” – expressão de Jacques Maritain – quando a missão parece difícil, as barreiras se multiplicam e a solução aparente est…

Leia Mais

Participação ativa

Um dos princípios orientadores da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II foi o da “participação ativa”, como lemos no número 14 da Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium [SC]: “É desejo ardente na mãe Igreja que todos os fiéis cheguem à…

Leia Mais

Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as)

O EMM nos dá um presente, que é viver o FDS, um verdadeiro encontro consigo, com o outro e com Deus, que nos mostra o caminho para a conversão com mudanças de atitudes, a escuta com o coração e com a decisão de amar sempre. Isto tem sido um porto seg…

Leia Mais

Chamados para uma missão

João da Silva Resende, SDN*

 

“Eu te segurei pela mão, te formei e te destinei para unir meu povo e ser luz das nações. Para abrir os olhos aos cegos, tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão os que moram nas trevas.” (Is 42,6-7.) Assim …

Leia Mais

Comitê de Bacia investe em saneamento

CBH-Manhuaçu conclui 16 Planos Municipais e agora acompanha sua implantação.

Passam-se os anos, trocam-se governos, novas políticas públicas são anunciadas e o saneamento básico segue um descalabro no Brasil. Embora seja um direito previsto na Const…

Leia Mais
Revista Catolica O Lutador Ficaram Repletos Do Espirito Santo 800×350

“Ficaram repletos do Espírito Santo…”

Busca da intimidade com Deus

O Espírito sopra onde quer, não se deixa aprisionar. É preciso silenciar para descobrir sua presença em nosso meio e dentro de nós, bem como nas pessoas, na natureza e nos acontecimentos. Confie-se a Deus, invocando o Espírito Santo com um canto suave ou com sua oração.

  1. Situando o texto

O medo ainda tomava conta dos discípulos. Estavam reunidos, mas as portas permaneciam fechadas. O medo impedia o anúncio da Boa Nova da ressurreição. Os discípulos já se haviam encontrado com o Ressuscitado, mas ainda faltava coragem para enfrentar os desafios do mundo. De repente tudo muda. O medo é vencido e a Boa Nova começa a ser espalhada com firmeza e coragem. Vamos, com muita fé, acolher o que o Senhor nos quer falar.

  1. O que o texto diz em si

Ler na Bíblia: Atos 2,1-11.

Chave de Leitura:

  1. Em que sinais pode ser sentida a presença do Espírito?
  2. Com a vinda do Espírito Santo, o que muda na atitude dos discípulos?
  3. O que é de admirar no anúncio feito pelos discípulos?
  4. O que este texto tem a dizer para nós, hoje?

  1. O que o texto diz para nós

O Espírito Santo vem para encher de coragem os discípulos e iluminar suas mentes. Se, na Criação, o Sopro divino torna o homem um ser vivente, aqui o Sopro divino, o Espírito Santo, devolve o ânimo, a força e a coragem para aqueles e aquelas que, temendo a perseguição, ainda se encontravam escondidos, fechados em suas próprias casas. O Espírito vem confirmar as palavras de Jesus: “Não tenham medo! Eu estarei com vocês até o fim dos tempos”. (Mt 28,20.)

Cantando: Enviai o vosso Espírito, Senhor, (bis) / e da terra toda a face renovai! (bis)

 

E o fogo, que tudo aquece e ilumina, vem pousar sobre cada um deles para iluminar as mentes e aquecer o coração, como acontecera no caminho de Emaús (cf. Lc 24,32). Agora, o que os discípulos tinham visto, ouvido e convivido junto a Jesus, ganha um sentido ainda mais profundo. Isto faz que tenham novo ânimo, um novo ardor para a missão. O medo é vencido e a coragem de Jesus agora é partilhada por cada um de seus seguidores. É hora de abrir as portas e de anunciar a Boa Nova para todos.

A vida venceu a morte e quem está com Jesus será sempre vencedor. Com a vinda do Espírito Santo, todos escutam a Boa Nova em sua língua de origem. O Evangelho é destinado a todos e a Igreja deve atingir todos os povos e nações.

Cantando: Ide, pelo mundo (bis) / e anunciai, / e anunciai a Boa Nova a toda criatura.

 

  1. O que o texto nos faz dizer a Deus?
  2. a) Senhor, na festa de Pentecostes, todos entendem o anúncio da Boa Nova, ajudai-nos a vencer os desentendimentos existentes entre nossos grupos, pastorais e movimentos, rezemos:

– Enviai sobre nós o vosso Espírito Santo!

  1. b) Senhor, ajudai-nos a vencer nossos medos e a nos tornarmos verdadeiros anunciadores da Boa Nova de Jesus, rezemos:
  2. c) Senhor, que a festa de Pentecostes seja a grande festa da unidade na Igreja, rezemos:

  1. O que o texto nos sugere para nossos dias?

Cada um de nós os ouve em sua própria língua materna.

Em Pentecostes houve confusão das línguas ou todos entendiam o que os discípulos anunciavam? O que isso tem a dizer para nós hoje?

  1. Tarefa Concreta

Procurar vencer as diferenças entre grupos, pastorais e movimentos. O Espírito de Deus nos conduz para a unidade e para a paz.

Encerramento

Recolher-se no silêncio, procurando perceber a presença do Espírito Santo em sua vida, na vida de sua família e de sua comunidade. Pai-Nosso e pedido de bênção a Deus.

Deixe uma resposta