0800 940 2377 - (31) 3490 3100 - (31) 3439 8000 assinaturas@olutador.org.br
A tentação da Igreja Participação ativa Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as) Chamados para uma missão Comitê de Bacia investe em saneamento

A tentação da Igreja

Carlos Scheid

Uma rápida varredura na História da Igreja permite identificar a tentação permanente que ronda o “pessoal da Igreja” – expressão de Jacques Maritain – quando a missão parece difícil, as barreiras se multiplicam e a solução aparente est…

Leia Mais

Participação ativa

Um dos princípios orientadores da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II foi o da “participação ativa”, como lemos no número 14 da Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium [SC]: “É desejo ardente na mãe Igreja que todos os fiéis cheguem à…

Leia Mais

Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as)

O EMM nos dá um presente, que é viver o FDS, um verdadeiro encontro consigo, com o outro e com Deus, que nos mostra o caminho para a conversão com mudanças de atitudes, a escuta com o coração e com a decisão de amar sempre. Isto tem sido um porto seg…

Leia Mais

Chamados para uma missão

João da Silva Resende, SDN*

 

“Eu te segurei pela mão, te formei e te destinei para unir meu povo e ser luz das nações. Para abrir os olhos aos cegos, tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão os que moram nas trevas.” (Is 42,6-7.) Assim …

Leia Mais

Comitê de Bacia investe em saneamento

CBH-Manhuaçu conclui 16 Planos Municipais e agora acompanha sua implantação.

Passam-se os anos, trocam-se governos, novas políticas públicas são anunciadas e o saneamento básico segue um descalabro no Brasil. Embora seja um direito previsto na Const…

Leia Mais

Fica Conosco, Senhor!

Busca da intimidade com Deus.

Não raro, nos sentimos sozinhos e desamparados nos momentos difíceis da vida. Diante de uma decepção, diante de projetos que fracassaram ou da incompreensão por parte daqueles que tanto amamos. Quando isso acontece, vem a vontade de fugir da situação, de ir para bem longe…

 

  1. Situando o texto.

Dois dos discípulos (ou discípulas) de Jesus. Decepcionados com a crucificação do Mestre, decidiram deixar Jerusalém para ser refugiarem na pequena vila de Emaús. Era ainda dia quando eles começaram a caminhada, mas por dentro parecia noite. As trevas do medo, da insegurança, da dor e do abandono haviam dominado o seu interior. Um mar de tristeza dominava as praias do coração de cada um deles. Com calma e atenção ouçamos o que Senhor tem a nos falar

 

  1. O que o texto diz em si.

Ler na Bíblia: Lucas 24,13-35.

Chave de Leitura:

  1. Qual era a situação dos discípulos? Qual é a sua situação hoje?
  2. Quais as atitudes de Jesus durante o caminho? Como você sente a presença dele na sua vida?
  3. Você sente que tem valorizado devidamente a força da Palavra de Deus e da Eucaristia na sua vida?
  4. Como tem sido a sua participação na vida de fé da comunidade?

 

  1. O que o texto diz para nós.

– Inesperadamente Jesus começa a caminhar com eles. Ele se aproxima, escuta a conversa e depois faz pergunta. O Mestre ainda estava junto daqueles que amava e, aos poucos, procurou aquecer novamente o coração deles. Jesus recorda [isto é, traz de novo ao coração] as passagens das Escrituras que iluminavam os acontecimentos tristes daqueles dias. Uma luz começava a brilhar nas trevas. A esperança começava a afastar as ondas de tristeza. Tão boa estava a conversa que nasceu um convite espontâneo: “Fica conosco, Senhor! Pois já é tarde e o dia declina”.

Cantando: Fica conosco, Senhor, é tarde e a noite já vem. / Fica conosco, Senhor, somos teus seguidores também.

 

 

– Na mesa do jantar, Jesus reparte o pão, os olhos dos discípulos se abrem e eles reconhecem o Mestre. Uma grande luz dissipou todas as trevas. Lá fora já era noite, mas dentro deles, tudo estava claro como o dia. Uma grande força vinda do partir do pão (Eucaristia) os dominava e agora, quem tinha medo durante o dia, encontra força para caminhar de noite sem nada temer. Eles pegam o caminho de volta e levam a boa notícia aos irmãos de Jerusalém.

Cantando: Fica conosco, Senhor, é tarde e a noite já vem. / Fica conosco, Senhor, somos teus seguidores também.

– Surge uma vida nova a partir do encontro com o Ressuscitado. E, se Jesus desaparece é para ajudar os discípulos a compreenderem que, mesmo quando os olhos não veem, mesmo quando não podemos tocar no Senhor, Ele se faz sempre presente. Vem a certeza de que não estamos sozinhos, mas o Senhor caminha sempre ao nosso lado. Que esta certeza nos acompanhe a cada dia de nossa vida…

 

  1. O que o texto nos faz dizer a Deus?
  2. a) Senhor, que a celebração da Páscoa renove em nós a certeza de que o Senhor caminha sempre ao nosso lado, rezemos:

Fica conosco, Senhor!

  1. b) Senhor, que a Palavra de Deus continue a aquecer nossos corações e nos conduza à Eucaristia, rezemos:
  2. c) Senhor, que a Eucaristia nos alimente e nos fortaleça diante dos desafios da vida, rezemos:

 

  1. O que o texto nos sugere para nossos dias?

A Eucaristia comunica a nós a mesma força que comunicava aos primeiros cristãos? Temos hoje a mesma coragem deles? Por quê?

 

  1. Tarefa Concreta

Procurar participar mais dos estudos bíblicos e da celebração da Eucaristia..

Encerramento: Recolha-se no silêncio procure meditar a cena bíblica acima. Procure contemplar a si mesmo no lugar dos discípulos caminhando com Jesus ao seu lado.

Deixe uma resposta