0800 940 2377 - (31) 3490 3100 - (31) 3439 8000 assinaturas@olutador.org.br
A tentação da Igreja Participação ativa Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as) Chamados para uma missão Comitê de Bacia investe em saneamento

A tentação da Igreja

Carlos Scheid

Uma rápida varredura na História da Igreja permite identificar a tentação permanente que ronda o “pessoal da Igreja” – expressão de Jacques Maritain – quando a missão parece difícil, as barreiras se multiplicam e a solução aparente est…

Leia Mais

Participação ativa

Um dos princípios orientadores da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II foi o da “participação ativa”, como lemos no número 14 da Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium [SC]: “É desejo ardente na mãe Igreja que todos os fiéis cheguem à…

Leia Mais

Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as)

O EMM nos dá um presente, que é viver o FDS, um verdadeiro encontro consigo, com o outro e com Deus, que nos mostra o caminho para a conversão com mudanças de atitudes, a escuta com o coração e com a decisão de amar sempre. Isto tem sido um porto seg…

Leia Mais

Chamados para uma missão

João da Silva Resende, SDN*

 

“Eu te segurei pela mão, te formei e te destinei para unir meu povo e ser luz das nações. Para abrir os olhos aos cegos, tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão os que moram nas trevas.” (Is 42,6-7.) Assim …

Leia Mais

Comitê de Bacia investe em saneamento

CBH-Manhuaçu conclui 16 Planos Municipais e agora acompanha sua implantação.

Passam-se os anos, trocam-se governos, novas políticas públicas são anunciadas e o saneamento básico segue um descalabro no Brasil. Embora seja um direito previsto na Const…

Leia Mais

É tempo de ouvir os jovens – Sínodo 2018

A Igreja Católica está em fase de preparação para o próximo Sínodo dos Bispos, marcado para 2018, tendo como tema central a juventude e as vocações.

No dia 13 de janeiro de 2017, o Vaticano trouxe a público o documento preparatório do Sínodo dos Jovens e, simultaneamente, o questionário dirigido às conferências episcopais de todo o mundo. Marcado para outubro de 2018, em Roma, o Sínodo reunirá bispos dos cinco Continentes em torno do tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”.

Em geral, a juventude não é ouvida para as decisões pastorais no seio da Igreja e, se há muita agitação em torno do espaço reduzido das mulheres na vida eclesial, raras vozes se erguem para reclamar um espaço juvenil.

Com o próximo Sínodo, na linha do atual documento, todas as comunidades cristãs são convidadas a se colocarem na escuta dos jovens, de seus ideais e necessidades. No caso, considera-se como “jovem” a faixa etária dos 16 aos 29 anos. Como os principais ministérios se encontram em mãos de adultos, é comum que os jovens sejam apenas “tolerados” nas paróquias, ou até mesmo considerados “incômodos”

Ouvir a juventude

Em uma Carta dirigida aos jovens, o Papa Francisco disse-lhes: “A própria Igreja deseja pôr-se na escuta de sua voz, de sua sensibilidade, de sua fé, ou ainda, de suas dúvidas e suas críticas”. E com a habitual franqueza, Francisco acrescentou: “Façam ouvir o gritos de vocês, deixem que ele ressoe nas comunidades e façam com que ele chegue até os pastores”.

Segundo o Secretariado Geral do Sínodo, “a Igreja decidiu interrogar-se a respeito da maneira de acompanhar os jovens no reconhecimento e na acolhida ao amor e à vida em plenitude”.

As conferências episcopais receberam um questionário que visa a estabelecer um perfil da realidade dos jovens em seus países, antes de ser avaliada a forma como a Igreja pode ouvi-las e organizar sua pastoral.

No Sínodo sobre a Família, os Padres sinodais experimentaram sérias dificuldades diante da multiforme realidade da vida e organização familiar em diferentes culturas. Escaldada pela experiência, a Igreja organizou o novo questionário com perguntas específicas para cada Continente “a fim de levar em conta as diferentes situações continentais”. Com base nas respostas aos questionários é que será redigido o Documento de Trabalho para os bispos.

Paralelamente a este questionário, o Secretariado Geral do Sínodo anuncia uma ampla consulta dirigida “a todos os jovens” por meio de um site na Internet, onde eles poderão manifestar suas expectativas e a realidade de sua vida.

O texto do Documento preparatório evidencia a “boa vontade” da Igreja: “Através do percurso deste Sínodo, a Igreja quer reiterar o seu desejo de encontrar, acompanhar e cuidar de cada jovem, sem exceção. Não podemos nem queremos abandoná-los às formas de solidão e de exclusão às quais o mundo os expõe. Que a sua vida seja uma boa experiência, que não se percam ao longo de caminhos de violência ou de morte, que a desilusão não os aprisione na alienação: tudo isto não pode deixar de ser uma forte solicitude de quantos foram gerados para a vida e para a fé, conscientes de terem recebido um grande dom”. (ACS)

 

 

 

 

 

 

Foto: Catholic Press

 

Deixe uma resposta