0800 940 2377 - (31) 3490 3100 - (31) 3439 8000 assinaturas@olutador.org.br
A tentação da Igreja Participação ativa Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as) Chamados para uma missão Comitê de Bacia investe em saneamento

A tentação da Igreja

Carlos Scheid

Uma rápida varredura na História da Igreja permite identificar a tentação permanente que ronda o “pessoal da Igreja” – expressão de Jacques Maritain – quando a missão parece difícil, as barreiras se multiplicam e a solução aparente est…

Leia Mais

Participação ativa

Um dos princípios orientadores da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II foi o da “participação ativa”, como lemos no número 14 da Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium [SC]: “É desejo ardente na mãe Igreja que todos os fiéis cheguem à…

Leia Mais

Um porto seguro para casais, sacerdotes e religiosos(as)

O EMM nos dá um presente, que é viver o FDS, um verdadeiro encontro consigo, com o outro e com Deus, que nos mostra o caminho para a conversão com mudanças de atitudes, a escuta com o coração e com a decisão de amar sempre. Isto tem sido um porto seg…

Leia Mais

Chamados para uma missão

João da Silva Resende, SDN*

 

“Eu te segurei pela mão, te formei e te destinei para unir meu povo e ser luz das nações. Para abrir os olhos aos cegos, tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão os que moram nas trevas.” (Is 42,6-7.) Assim …

Leia Mais

Comitê de Bacia investe em saneamento

CBH-Manhuaçu conclui 16 Planos Municipais e agora acompanha sua implantação.

Passam-se os anos, trocam-se governos, novas políticas públicas são anunciadas e o saneamento básico segue um descalabro no Brasil. Embora seja um direito previsto na Const…

Leia Mais

Conexão Cordimariana – Vida Consagrada X Tecnologia

“Não hesitem, é necessário acompanhar o movimento da época, para poder progredir”.

Padre Júlio Maria De Lombaerde

 

A Vida Consagrada encontra-se conectada com as mídias sociais, porém com uma ligação de rede mergulhada no divino, sendo Deus a referência absoluta da vida. Visto que a internet está presente na vida das pessoas, é necessária uma condução evangelizadora na Vida Consagrada, especificamente pela espiritualidade regada pelo amor à Igreja, a devoção a Maria Santíssima e a profunda vivência e valorização da Eucaristia.

O testemunho de vida é a cultura digital que deve prevalecer na Vida Consagrada. As conexões trazem desafios importantes para uma evangelização que revele a “Alegria do Evangelho” e nos conduza ao encontro permanente com Jesus Cristo. Segundo o Servo de Deus, Pe. Júlio Mara De Lombaerde: “é preciso acompanhar o movimento da época”, porém sem perder a essência da Vida Consagrada, que é amor e doação por inteiro para a transmissão da fé.

 

Proclamar o Evangelho pelas novas mídias

A tecnologia deve fazer a diferença na Vida Consagrada, não só pela revolução que traz, mas pela oportunidade que gera do acesso remoto a milhões de pessoas e de utilizar essas mídias para proclamar o evangelho e tornar Jesus Cristo conhecido e amado. Transmissão online ou off-line que restitua a alegria da fé e o desejo de seguidores para dar continuidade à grande missão de permanecer com Cristo na renovação da oração, na graça da convivência fraterna, ensinando a sair de si mesma para o encontro com o outro.

Na Vida Consagrada, a Tecnologia deve ser uma aliada para as questões pastorais e de cunho missionário, usando as estratégias digitais numa dimensão de comunicação em rede e construindo um ciberespaço que revele a beleza da consagração. Como expressou o Papa Francisco: “Não vos entristeçais como os outros que não têm esperança”. É-nos cara a gratuidade do dom da vocação, que nos convida a uma constante escuta de Deus. Ativar o wifi do Espírito Santo e deixar-se modelar e conduzir por ele para estar totalmente a serviço do Reino. A mudança na Vida Consagrada está no saber comunicar-se nas redes sociais, mantendo a fidelidade à missão que nos foi confiada.

A presença da Vida Consagrada na Igreja e na sociedade, campos de missão, é chamada a ser profética, encarnando a boa nova do evangelho no seguimento a Jesus Cristo – casto, obediente e pobre. A tecnologia em suas mídias deve atuar como de divulgação para os consagrados em sua missão e no amor incontestável a Cristo, cultivando a vida de oração e testemunhando a misericórdia de Deus na consolação do Espírito Santo.

 

É preciso discernimento

Dessa forma, a internet, os dispositivos móveis, os smartphones são auxílios em prol de uma evangelização modernizada, mas em nenhum momento, toma o lugar central da vida de um consagrado, que é a ligação direta com Jesus Cristo. Os desafios também estão presentes, portanto o consagrado tem que ter discernimento para fazer um bom uso das tecnologias em prol de sua missão em conectividade com o mundo; e não, como personalização individualista, mas em vista da proliferação do evangelho.

O Papa Francisco constata: “Onde estão os consagrados, há sempre alegria”. Essa alegria, bonança, fé, esperança devem sempre estar sendo compartilhadas e circulando na rede como compromisso de uma Vida Consagrada alicerçada em Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.  A conexão na Vida Consagrada se dá na ternura, na fraternidade, na alegria, na gratuidade e na comunhão e se fortalece na oração e no amor mútuo.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta